Abertura de licitação para transporte é esperada pela Câmara

Durante a sessão ordinária de ontem, às 19h,  no plenário

Durante a sessão ordinária de ontem, às 19h,  no plenário da Câmara, o vereador Luis Fernando Pessanha (sem partido) declarou que o prefeito Riverton Mussi (sem partido) disse que abrirá licitação pública para a contratação de uma nova empresa para o setor de transporte urbano coletivo no município. Críticas ao setor de transportes já haviam sido feitas durante a sessão de abertura do biênio legislativo, no último dia 15, quando estavam presentes no plenário o prefeito Rivertom Mussi e presidente da empresa pública municipal do setor, Macaé Trânsito e Transporte-Mactram, Coronel Júlio Aracati._

O vereador citou sua participação em um programa de TV a cabo, na manhã de ontem, onde ele teve que retornar ao estúdio, em virtude do grande número de ligações reclamando do sistema de transporte coletivo, enquanto ele comentava sobre esse problema. Ele denunciou ônibus lotados, algumas vezes com as janelas vedadas, a maioria da frota sem ar condicionado e muitos atrasos. “A Mactran e o prefeito devem ser fiscalizadores dessa concessão. É o trabalho do vereador cobrar isso, pois o usuário não pode arcar com que está acontecendo. O prefeito disse que vai abrir nova licitação e eu o parabenizo”, afirmou. Fernando Pessanha considerou importante o fim do monopólio no setor de transportes no município.

O primeiro-secretário, Maxwell Vaz (PT) destacou “Quando o sistema de transporte foi implantado o prefeito declarou aos jornais que, caso não houvesse melhoria no serviço, em 30 dias, faria licitação. Isso não aconteceu com um ano do sistema em funcionamento. A situação é bastante grave, caótica”. O vereador Jorge de Jesus (PRB), entretanto, acredita que o prefeito levará a frente sua decisão. “O transporte urbano está uma vergonha. Os ônibus passam lotados e não param nos pontos. Eu acredito que o prefeito abrirá licitação para uma nova empresa, acabando com o monopólio e gerando uma disputa”, declarou.

Durante a sessão, Dia Internacional do idoso, Maxwell Vaz lembrou a contribuição dos idosos para a sociedade e declarou “Eles devem ser honrados com o nosso trabalho”. Pedro Reis (PSDB) mencionou o lançamento da Campanha da Fraternidade da Igreja Católica, no Domingo, dia 25, e propôs que durante o período a Câmara reflita sobre os problemas ambientais do município.

Foram também temas de destaque da sessão, críticas à exploração turística precipitada do Arquipélago de Santana e ao despejo de esgoto in natura nos canais, rio e praias do município, além do debate sobre o papel das comissões permanente e de ações de grupos de vereadores. A sessão foi presidida pelo vice-presidente da casa, George Jardim (sem partido), e estiveram presentes dez dos doze vereadores.

Clique aqui e veja os vereadores inscritos no grande expediente.

Deixe uma resposta