Aprovação de sessão solene gera debate sobre combate ao aedes aegypti



Evento acontecerá no próximo dia 25, na antiga sede da Câmara

A Câmara Municipal de Macaé realizará, no dia 25 deste mês, sessão solene abordando o tema da Campanha da Fraternidade (CF), que neste ano tem a expressão “Casa comum, nossa responsabilidade”. O evento ocorrerá no Palácio Doutor Cláudio Moacyr de Azevedo, sede antiga da Casa. O requerimento, feito por Marcel Silvano (PT), foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (17).

 

Considerando o meio ambiente como uma “casa de todos”, a CF de 2016 estimula as políticas para o saneamento básico visa a garantir desenvolvimento, saúde integral e qualidade de vida para a população. Segundo Marcel, a campanha também faz propostas pelo acesso à água e por políticas para resíduos sólidos. “Diante do combate necessário ao mosquito que tem causado tantas doenças, esses objetivos tem hoje grande pertinência”, disse o vereador.

 

Combate ao mosquito

 

O tema acabou abrindo o debate para a situação do município. Maxwell Vaz (SD) disse que lugares ligados à administração pública em Macaé favorecem a proliferação de mosquitos, acumulando, por exemplo, pneus velhos. “Na Praia da Barra temos um lixão onde já vi até uma caixa d’água”, acrescentou. Amaro Luiz (PRB) disse que as equipes de combate ao mosquito na cidade trabalham sem equipamento adequado.

 

Nilton César Pereira (PROS) afirmou que o governo federal também tem responsabilidade pela proliferação dos mosquitos. Já Júlio César de Barros (PPL), o Julinho do Aeroporto, criticou pessoas que são notificadas pela prefeitura para eliminarem focos de mosquitos em suas propriedades e não resolvem o problema. “Temos que aprovar uma legislação que possa punir aqueles que não colaborarem”, concluiu.

 

 

Link oficial da campanha: http://campanhas.cnbb.org.br/campanha/campanha-da-fraternidade-2016

 

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites 

Deixe uma resposta