Audiência debate impasse na implantação do VLT

A Câmara Municipal de Macaé realizou, na noite desta quarta-feira (28), uma audiência pública para debater a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O evento foi requerido e presidido por Luiz Fernando Pessanha (PT do B). Participaram ainda os vereadores Marcel Silvano (PT) e Maxwell Vaz (SD). Foram enfatizados os problemas ligados aos dois trens adquiridos, que estão inativos.

“O único interesse em não colocar o VLT para funcionar é financeiro, para priorizar o contrato com a empresa SIT (Sistema Integrado de Transporte)”, discursou Luiz Fernando. Já Marcel lembrou que o Ministério Público deu, no dia 24 de maio, um prazo de 180 dias para que a prefeitura apresente um projeto definitivo voltado para essa modalidade de transporte.

“O problema inicial foi que o governo Riverton Mussi comprou os trens antes da assinatura do contrato de liberação dos recursos federais, que acabaram bloqueados, paralisando o projeto”, recordou Alex Medeiros, coordenador do Movimento Ferrovia Viva.

“O VLT não é ativado porque o prefeito não quer, por motivos ideológicos e econômicos ligados ao lobby do transporte rodoviário”, acrescentou Osmar Brandão, presidente do Núcleo de Resgate Histórico Mestres e Ex-Alunos Senai/RFFSA (Serviço Nacional da Indústria/Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima).

Maxwell mencionou um dossiê do governo que, segundo ele, sustenta a inviabilidade técnica do VLT. “O dossiê tem apenas oito páginas. De fato, a leitura deixa transparecer elementos ideológicos e econômicos como disse Osmar”.

 

Vantagens do VLT e manifestação durante a greve geral

O professor de geografia dos transportes da Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), Pavel Grass, apontou as características do veículo. “Com ele, evitaremos muitas mortes em acidentes automobilísticos, além de perdas de recursos com engarrafamentos”. Segundo o pesquisador, o VLT é também mais econômico e ecológico que os ônibus. Ele propôs o diálogo com o prefeito para demonstrar as vantagens do veículo.

Maxwell defendeu que a audiência resultasse em uma mobilização para a retomada do VLT. “Convido todos a realizarmos uma primeira manifestação por essa causa durante a greve geral que está marcada para a próxima sexta-feira (30), na divisa do Miramar com o Centro da cidade”, propôs Marcel. Luiz Fernando lamentou a ausência de representantes do Executivo na audiência.

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support