Audiência pública discute volta da Expo Macaé

A Câmara Municipal de Macaé realizou, na noite desta quarta-feira (31), uma audiência pública para discutir as possibilidades de reativação da Expo Macaé, que há três anos não se realiza. O evento foi solicitado e presidido pelo vereador Maxwell Vaz (SD), e contou com a presença de Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro.

“Trata-se de um movimento para suprir a demanda reprimida de resgatar esse evento tradicional comemorativo do aniversário da cidade”, explicou Maxwell.

Participou do encontro o presidente da Associação de Músicos de Macaé e Norte Fluminense (Uman), Max Badauê. “Há poucos anos, a Expo Macaé recebia uma etapa do circuito nacional de rodeio e tinha parceria até com a rede Globo. É preciso buscar fontes de renda para os artistas locais. Com a exposição, poderíamos gerar até 1.500 empregos diretos”, disse o artista.

Segundo ele, Macaé tem profissionais de alto nível artístico que despontam até em cenário nacional, e não se deve apenas atribuir as dificuldades da categoria à crise econômica. “Precisamos trazer de volta o espírito de quando a Expo Macaé nasceu, na antiga destilaria, na época do prefeito Alcides Ramos”, recordou.

Max também relatou que cidades como Quissamã, Carapebus e Conceição de Macabú têm investido em programações de formato simples que apostam em artistas locais. “Macaé não é somente a região central e os Cavaleiros. Nesses lugares, são realizados eventos com atrações de fora, mas não podemos esquecer do Lagomar, da Nova Holanda e das Malvinas, por exemplo. Há muitos profissionais nesses bairros que precisam de oportunidades”.


Valorizar o pequeno empreendedor

O ex-controlador da Câmara, da prefeitura e servidor aposentado Widelmo Natalino defendeu o fortalecimento dos expositores locais. “Se a cidade contar apenas com a volta dos bons tempos do petróleo, não sairá da crise. É preciso tratar com carinho o pequeno empreendedor”, afirmou.

“São oportunidades até para alguém que comprou um carrinho de pipoca para sustentar a família”, acrescentou Maxwell. “As soluções não acontecem quando se tem dinheiro, mas quando se tem solidariedade e vontade de fazer”, contribuiu Val Barbeiro.

Entre as ideias propostas na audiência para a volta da Expo Macaé, está a criação de um fórum com entidades como a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a Associação Comercial e Industrial de Macaé (Acim), além da participação de pequenos empresários. Também foi sugerida a criação de um festival de inverno na Região Serrana para fomentar o turismo nos distritos.

Na conclusão, Maxwell lamentou a ausência do secretário de Turismo, Alex de Moraes Figueiredo.

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support