Câmara aplaude vice-campeão do Soletrando



A moção de aplausos da Câmara de Vereadores de Macaé ao estudan

A moção de aplausos da Câmara de Vereadores de Macaé ao estudante Alef Vieira Marques, de 13 anos, que conquistou o segundo lugar no Concurso Nacional de Soletração, representando o estado do Rio de Janeiro, de acordo o autor da homenagem, Luiz Fernando Pessanha (sem partido), será entregue na próxima sessão solene do Projeto Câmara Juvenil, prevista para julho. O projeto, uma parceria entre o Legislativo municipal e a Secretaria de Educação, visa despertar nos jovens o interesse pela política e o exercício da cidadania.

A moção foi apresentada na sessão da última terça-feira, dia 29, e encaminhada ao estudante por meio do ofício 526/07. Esse reconhecimento foi elogiado, durante o grande expediente, pela vereadora petista Marilena Garcia, idealizadora do Câmara Juvenil. Luiz Fernando justificou a proposição pela necessidade de se valorizar a educação. O vereador destacou o fato do adolescente ser estudante de escola pública e pertencer a uma família humilde.  Ele disse que esse ato está associado a outros projetos de sua autoria como a Bienal do Livro de Macaé, que teve início no ano passado e foi sucesso de público. Ele informou que a segunda edição do evento já está sendo projetada e trará novidades.

Luiz Fernando salientou que é preciso encarar com seriedade as propostas para melhoria da qualidade na educação e estimular desempenhos como o de Alef. O estudante, que cursa o 8º ano do ensino fundamental do Ciep  municipalizado 271, Mestre Marçal, em Rio das Ostras, conquistou o vice-campeonato, durante a final realizada no sábado, 26 de maio, exibida no programa da Rede Globo de Televisão, Caldeirão do Huch. Um grupo de 45 alunos e professores de sua escola foi a São Paulo torcer por ele. Alef, filho de diarista e operário, ganhou um computador e o Ciep recebeu outros seis, além de 500 livros para compor o acervo da biblioteca, devido ao seu mérito.

Marilena Garcia destacou a homenagem proposta por Luiz Fernando como uma amostra do empenho da Câmara em “investir nos jovens”. Para ela, essas ações, assim como a construção de políticas estruturantes em educação em médio prazo são primordiais para reverter o status de Macaé como quinto município em violência para os jovens (dados de 2000/2004). Nessa sessão, a vereadora apresentou diversas indicações dos parlamentares mirins, elaboradas durante a primeira sessão solene do ano da Câmara Juvenil, no dia 24. “É um momento em que a gente se anima. É possível trabalhar a educação e a política…A democracia é um fato a ser construído e eles se vêem como agentes desse processo”, comentou sobre o projeto.

Também Maria Helena Salles (PSDB) tratou sobre esse tema ao explanar sobre sua participação no primeiro encontro entre presidentes das comissões permanentes de educação das câmaras municipais do interior e da Assembléia Legislativa do Rio de Janerio-Alerj  “Fiquei muito entusiasmada com a iniciativa do deputado Comte Bittencourt (PPS) que nos levará a um trabalho conjunto para contribuirmos para a melhoria no ensino”, disse a vereadora que propôs que a próxima reunião seja realizada em Macaé.

Deixe uma resposta