Câmara aprova antecipação de títulos de créditos municipais



Em virtude da queda do dólar e do preço do barril de petróleo no merc

Em virtude da queda do dólar e do preço do barril de petróleo no mercado internacional, o Executivo encaminhou para Câmara, para votação em regime de urgência, o Projeto de Lei 043/07, que autoriza o chefe do poder Executivo a conceder alienação onerosas de ativos, ou seja, receber adiantamento de créditos de titularidade, de direito, sob pagamento de juros.
Essas receitas, somente para municípios onde a Petrobras instalou terminais, não correspondem a parcelas mensais de royalties, são créditos especiais.

Além da aprovação do adiantamento, por nove votos favoráveis e nenhum contrário, os vereadores também deliberaram, ontem, sobre novos dias e horário das sessões ordinárias. As sessões passarão a acontecer as quartas e quintas-feiras, de 10h às 12h30 (Projeto de Resolução 007/07 da Mesa Diretora).

O presidente da Câmara, Eduardo Cardoso (PPS), defendeu a aprovação do PL 043/07, justificando que o município perderá R$ 60 milhões em royalties, nesse último semestre, em decorrência da queda do dólar. Segundo ele, todo o orçamento da Prefeitura, que foi feito sobre esse valor, ficou comprometido. Ele esclareceu que haverá licitação de mercado de valores de juros de instituições financeiras para a efetivação do empréstimo.  “Estamos autorizando a antecipação dessa parcela especial para que as obras não parem em Macaé”, enfatizou.
A segunda-secretária, Marilena Garcia (PT), esclareceu que o prefeito Riverton Mussi (*PMDB) estará procedendo legalmente. O líder do Governo, Paulo Antunes (*PMDB) disse que houve uma grande queda no orçamento aprovado para esse ano. “O município deixaria de arrecadar em torno de R$ 50 milhões. Essa verba adiantada será para pagar os processo de empenho da Prefeitura porque muitos deles estão atrasados. O prefeito optou por isso para atender as necessidades dos prestadores de serviço do município”, informou.

Também foi votado em regime de urgência e aprovado, o PLE 042/07 que altera a Lei 2.905/07, de 13 de abril de 2007, que dispõe da criação do Conselho Municipal de Acompanhamento de Controle Social do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica-Fundeb.
 
Nessa sessão, o presidente ressaltou que já se encontra na casa legislativa a Lei de Diretrizes Orçamentária-LDO do Município de Macaé. Ele solicitou que as comissões se detivessem à LDO e ao texto final da Revisão de Lei Orgânica-LO.  Marilena Garcia, que presidiu a comissão especial de revisão, pediu aos vereadores um prazo máximo de 15 dias, para a proposição de emendas necessárias à LO. Também ontem, foi criada uma nova comissão para estabelecer os critérios da premiação com a 1a Medalha de Mérito Lacerda Agostinho-Empresa Socialmente Responsável. Foram nomeados: a vereadora autora da lei, Marilena Garcia, como presidente, Paulo Antunes, Maxwell Vaz (PT) e Luiz Fernando Pessanha (sem partido). Ainda foram temas da reunião: a logística deficitária do Aeroporto de Macaé e a discussão sobre “Reforma Educacionista”, proposta pelo senador Cristóvão Buarque (PDT).
*filiação não formalizada.

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support