Câmara debate sistema de bilhetagem eletrônica



O presidente da Macaé Trânsito e Transporte, coronel Lúcio Aracati, pa

O presidente da Macaé Trânsito e Transporte, coronel Lúcio Aracati, participou hoje do grande expediente da sessão ordinária na Câmara Municipal de Macaé. Ele atendeu a uma solicitação por meio de convite informal feita através do primeiro-secretário da Casa, vereador Maxwell Vaz (PT) e pela liderança do governo através dos vereadores Paulo Antunes (sem partido) e Luiz Fernando (sem partido) para fornecer explicações sobre a bilhetagem eletrônica. Aracati respondeu às perguntas dos vereadores inscritos.

Maxwell questionou sobre a viabilidade de um possível plano de comunicação que informe e esclareça as dúvidas dos usuários quanto ao novo sistema, o de bilhetagem eletrônica no transporte coletivo de Macaé. O questionamento do vereador foi apoiado pelos demais vereadores. A vereadora Marilena Garcia (PT) sugeriu ao coronel que sejam implantados postos de informação, em vez de se depender majoritariamente das informações veiculadas pela mídia. A vereadora disse que este é “um grande momento para o governo informar, mas não informar através de mídia”. E acrescentou que a informação quando repassada sofre deturpações: “uma pessoa quando repassa uma informação já repassa de uma outra forma.

A informação quando chega a quatro, cinco pessoas ou  quatro, cinco etapas diferentes; já é outra. A gente codifica a informação de forma diferenciada.”, afirmou. A vereadora deu a sugestão de se utilizar, por exemplo, a rede pública de saúde, agentes comunitários e associações de moradores para o repasse de tais informações sobre o sistema. Aracati prometeu apresentar a idéia ao secretário executivo de Comunicação Social, Rômulo Campos, para avaliação da proposta.

A vereadora Maria Helena Salles (PSDB) falou da importância em disseminar informações, principalmente, através da escola. Em relação ao aumento da passagem de ônibus, Aracati pontuou: “as empresas enviaram solicitações para aumento da tarifa de ônibus mas, por enquanto, esta não é a intenção do prefeito (Riverton Mussi)”, esclareceu. Em caso de perda, o usuário do cartão, deve bloqueá-lo. De acordo com Aracati, o sistema de transporte do município irá atender às pessoas com dificuldade de locomoção: “as empresas tem até 2014 para se adaptarem. O transporte de Macaé oferecerá acesso a todos os cidadãos portadores de alguma deficiência”, informou. O vereador João Sérgio de Lima (PSDB) lembrou-se do passe escolar; em seguida o coronel esclareceu que a Mactran ficará responsável tanto pelo passe social e quanto pelo passe escolar, ambos de competência do município.

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support