Câmara debaterá problemas do Conselho Tutelar



Legislativo agenda uma audiência pública para a semana que vem

Uma audiência pública foi marcada na sessão desta quarta-feira (29), na Câmara de Macaé. O objetivo é debater as dificuldades que os conselheiros tutelares do município encontram para trabalhar. O evento é uma solicitação do vereador Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, e será realizado no dia 3 de abril, às18h.

 

“É preciso atender a essas pessoas que cuidam das nossas crianças e estão sem uma resposta do governo sobre os problemas que estão enfrentando”, disse Val. José Queiroz do Santos Neto (PTC), o Neto Macaé, lembrou que os conselheiros estão sem receber o 13º salário e o tíquete-refeição de dezembro de 2016. “Na reforma administrativa feita no ano passado, não foram criados os cargos para o conselho. Alertamos que esses problemas iriam acontecer”, acrescentou Maxwell Vaz (SDD).

 

“O bom funcionamento do conselho é uma obrigação constitucional. Trata-se do cuidado com os mais frágeis”, afirmou Marcel Silvano (PT). Ele mencionou que os conselheiros da Região Serrana não têm carro para trabalhar e muitas vezes não dispõem de crédito no telefone para atender chamados e fazer ligações relacionadas com suas funções.

 

“E não é só o conselho tutelar que tem problemas. Outras estruturas que dariam suporte ao trabalho dos conselheiros, como os Centros de Referência e Assistência Social, também se encontram em estado precário. Dessa forma, como dar apoio às famílias das crianças que sofrem violência?”, questionou ainda Marcel. O requerimento de Val Barbeiro teve aprovação unânime entre os vereadores presentes.

 

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta