Câmara economiza e devolve R$ 9 milhões à Prefeitura de Macaé



Câmara contabilizará R$ 28,5 milhões em economia desde 2013

Durante a sessão da Câmara de Macaé desta terça-feira (23), o presidente Eduardo Cardoso (PPS) apresentou comprovante de transferência de R$ 9 milhões à prefeitura. O montante é resultado da política da atual gestão, com objetivo de colaborar com as contas do governo municipal, que sofreram considerável queda por causa da atual crise econômica que o país atravessa.

 

Por lei, a Constituição Federal fixa o valor dos orçamentos das câmaras municipais, de acordo com a quantidade de habitantes. A arrecadação da cidade também foi diretamente afetada pela queda no preço do barril do petróleo, uma vez que Macaé recebe royalties de acordo com a produção.

 

“Este é o resultado do esforço para economizar e administrar com responsabilidade. Mesmo devolvendo recursos, aprovamos o abono de natal, retomamos a Câmara Itinerante, convocamos aprovados no concurso e ainda tomamos diversas medidas para valorizar o servidor, como a atualização dos vencimentos para todas as categorias”, afirmou Eduardo Cardoso.

 

A expectativa do presidente é que, até o final do ano, uma nova transferência aconteça, totalizando aproximadamente R$ 11 milhões. Em 2013, a Câmara devolveu R$ 7,8 milhões e, em 2014, esse montante subiu para R$ 9,5 milhões.

 

Assim, faltando um ano para o fim da atual legislatura, a Câmara deverá economizar cerca de R$ 28,5 milhões. Os recursos poderão ser utilizados pelo prefeito em investimentos prioritários, como saúde, educação e infraestrutura. Para se ter uma ideia, o mesmo valor total daria para pagar os vencimentos dos 17 vereadores de Macaé por aproximadamente 14 anos.

 

 

 

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta