Câmara Juvenil: proposições sobre drogas e reciclagem marcam última sessão de 2015

 <span style="font-size:14px;"><span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;">Parlamentares juvenis apresentaram propostas e debateram temas de relevância para a sociedade</span></span>

Uma indicação para reciclagem de lixo na Serra Macaense e outra para promoção de debates e palestras sobre drogas na escola Polivalente foram alguns dos destaques da última sessão da Câmara Juvenil de 2015 na tarde desta quarta-feira (18), na Câmara Municipal de Macaé. Estavam presentes 12 dos 17 vereadores juvenis. A maior parte das proposições foi apresentada por Renata Borges e Andreza do Amaral, do 9º ano da Escola Municipal Carolina Curvelo, localizada no distrito de Trapiche.

&nbsp;

“Ficamos preocupadas com os problemas que podem ser causados pelo lixão do Trapiche e indicamos a coleta seletiva de lixo para reciclagem, começando na Serra e se estendendo a toda a cidade”, explicou Renata. Outra indicação das duas foi a colocação de quebra-molas ao longo da estrada que vai de Macaé e Glicério. “Os carros passam por locais com grande movimentação de pessoas e já chegamos a ver uma menina quase ser atropelada”, contou Andreza.

 

Quem também apresentou grande número de indicações foi João Gabriel da Silva, do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Estadual Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira. Uma delas foi a realização de debates e palestras sobre drogas na escola. “Muitos alunos usam, e dá para perceber que eles não têm nenhuma informação. Por isso, pensei que ajudaria muito fazermos eventos assim lá, para que haja maior conscientização”, disse ele.

 

Pintura e manutenção geral do Colégio de Aplicação (CAP), da Fundação Educacional de Macaé (Funemac), foi uma das indicações de Sara Fagundes Guimarães, do 1º ano do CAP. “Temos muitos problemas lá, como banheiros sem porta, por exemplo”, justificou a jovem. Ela também enfatizou, no Grande Expediente, a importância da renovação da bolsa CAP para 2016. “Estudamos em tempo integral e grande parte dos alunos precisaria trabalhar para complementar a renda familiar que fica muito reduzida se não houver a bolsa.”

 

A bolsa CAP é uma emenda impositiva de Marcel Silvano (PT), também responsável pelo requerimento que reativou a Câmara Juvenil. A renovação da bolsa foi indicada na sessão pelo estudante do CAP e vereador juvenil Anderson Lopes Andrade Júnior. Foram apresentadas ainda indicações para maior variedade na alimentação escolar, padronização de rampas de acessibilidade, e manutenção de elevadores de cadeirantes nos ônibus públicos, entre outras proposições de diversos vereadores juvenis. Todas as indicações da sessão foram aprovadas por unanimidade.

 &nbsp;

 

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta