Câmara pede esclarecimentos sobre atenção básica na saúde



 <span style="font-family: arial, helvetica, sans-serif; font-size: 14px; text-align: justify;">O assunto foi o suposto fechamento do Pronto-Socorro de Imbetiba e o fim do atendimento de emergência na UPA do Lagomar.</span>

O vereador Igor Sardinha (PSB) pediu, nesta quarta-feira (14), esclarecimentos ao governo municipal sobre o suposto fechamento do Pronto-Socorro de Imbetiba e o fim do atendimento de emergência na UPA do Lagomar. O requerimento foi aprovado por unanimidade dos presentes, em sessão ordinária, na Câmara Municipal de Macaé.
 

Segundo Igor, o requerimento foi motivado por reclamações dos próprios usuários das unidades de saúde, preocupados com as mudanças que passariam a vigorar a partir do dia 15 de janeiro de 2017. “Precisamos desses esclarecimentos, já que a falta de diálogo agrava ainda mais a situação da atenção básica, que já é precária”.
 

O presidente Eduardo Cardoso (PPS) lembrou que o PS de Imbetiba já foi considerado o melhor da cidade, mas compreende a necessidade de conter os gastos neste momento. Contudo, Igor contra-argumentou e defendeu que a economia não pode resultar na precariedade dos serviços à população. “Temos que economizar por meio de revisão e fiscalização de contratos vultosos que a prefeitura mantém”.

 

Salários atrasados geram protestos
 

Outro requerimento do parlamentar, aprovado nesta quarta-feira (14), solicita ao Executivo providências para o pagamento dos trabalhadores da empresa Claer, que atuam nas unidades de saúde do município.
 

De acordo com Igor, esses auxiliares de serviços gerais terceirizados estariam sem receber há dois meses e sem previsão para o recebimento do 13º salário. “Pedimos a intervenção da prefeitura, pois o pagamento do salário é fundamental para o sustento dessas famílias”.
 

O vereador informou que, na manhã de hoje, a categoria estava em protesto em frente ao prédio da Prefeitura de Macaé, na esperança de conseguir uma resolução para o impasse.

 

Jornalista: Adriana Corrêa

Deixe uma resposta