Câmara promove seminário



 A Câmara de Macaé, com o apoio da Prefeitura, promove hoje, no audit&oa

 A Câmara de Macaé, com o apoio da Prefeitura, promove hoje, no auditório do paço municipal o segundo dia do seminário "Mulher : Universo e Desafios", das 9h30min até as 17h,. Ontem, na abertura do evento, às 19h, esteve presente a secretária estadual de Ação Social e Direitos Humanos, Benedita da Silva (PT) e o prefeito Riverton Mussi (sem partido), que prestigia o evento. Umas das palestrantes de hoje será a juíza Denise Frossard (PPS).

Integraram a mesa da solenidade de abertura, além do prefeito e da secretária, o presidente da Câmara, Eduardo Cardoso (PPS), a vereadora idealizadora do evento Marilena Garcia (PT), a conselheira nacional dos Direitos da Mulher, representando o Ministério da Mulher, Odisséia Pinto de Carvalho, a coordenadora dos Direitos da Mulher de Macaé, Vânia Deveza Gomes, e a presidente do Conselho Municipal da Mulher, Edla Bichara. Após a participação do coral infantil da Escola Criarte, a secretária de estado ministrou a palestra "A mulher e os desafios do poder".

Tratando a secretária por Bené, Eduardo Cardoso disse que em Macaé as mulheres vêm vencendo o desafio da política. O legislativo municipal conta com duas vereadoras, entre outras que passaram pela Câmara. Também no executivo é significativa a participação feminina. O presidente elogiou a secretária: "É o único membro do poder público que vi vir a Macaé em toda vida pública, como ministra, governadora e secretária. Você é uma macaense porque gosta de Macaé.", disse, e pediu que ela fosse uma aliada no intuito de buscar a colaboração do Partido dos Trabalhadores-PT com o governo municipal.

O prefeito Riverton divulgou que com a reforma administrativa a Coordenadoria dos Direitos da Mulher passará a secretaria e que em 24 de abril o município realizará a Conferência Municipal dos Direitos da Mulher. Ele citou algumas das muitas mulheres em cargos relevantes da atual administração.

Vânia Deveza disse que a mulher é discriminada desde Adão e Eva. "O que nós somos, uma costela?". Ela lembrou que ainda hoje as mulheres são discriminadas no mercado de trabalho. Ganham muitos menos que os homens, exercendo a mesma função. Benedita fez uma reflexão sobre o simbolismo da costela, que para ela tem sentido de companheira. "A costela é aquela que está do lado. Tenho essa concepção. A mulher é conselheira e o homem precisa pensar mais com a costela", ironizou.

"O seminário tem o espírito de uma frase que as crianças do coral Criarte cantaram: coisas que só o coração pode entender", disse a vereadora Marilena Garcia. Ela explanou sobre o projeto de sua autoria, que destina a cota de 30% das unidades habitacionais populares de prefeitura para mulheres chefe de família, que será colocado em prática este ano, e sobre a violência contra a mulher. Edla Bichara ressaltou: "Agora é hora de ocuparmos os espaços que conquistamos. Espaços sociais e políticos". Odisséia Carvalho explicou o desejo feminino: "É caminharmos juntos, homens e mulheres, em uma sociedade mais igualitária e solidária".

Para a juíza Denise Frossard as políticas públicas contra a violência contra a mulher foram equivocadas ao longo dos anos. "Foram exclusivamente policiais, o que tem também muita importância, se feitas com eficiência, mas não se leva em conta a questão social", considerou e enfatizou a busca pelo equilíbrio entre os gêneros.

A primeira palestrante de hoje foi a historiadora Ana Batista que abordou "Mulher, multiplicidade de desafios". A mestra em Serviço Social (UFRJ), membro da Comissão Estadual de Segurança da Mulher e assessora parlamentar da deputada Cida Diogo (PT), Mariza Chaves, tratou dos "Desafios para a implantação da Lei Maria da Penha". Outras palestrantes falaram de suas experiências de sucesso em várias áreas como saúde, meio ambiente e trabalho e renda. Marilena fará o encerramento tratando de "Os desafios que não se encerram".

Estiveram presentes na abertura do seminário o vereador Paulo Antunes (sem partido), vereador Jorge de Jesus (PRB), primeira-dama, Márcia Moraes, secretário de Governo, André Braga, o presidente do Fundec, Jorge Tavares Siqueira, o presidente da Fundação Municipal Hospitalar; Aluizio dos Santos, a presidente da Agrape, Mariana Machado, o secretário municipal de Trabalho e Renda, Luis Cláudio de Mattos Bogado, secretário municipal de Acervo e Patrimônio, Ricardo Meirelles, o vereador de Casimiro de Abreu, João Medeiros, a vereadora de Conceição de Macabu, Maria Terezinha Manhãs, a chefe de Gabinete da Prefeitura de Macaé, Elma Mussi e representante do gerente da Unidade da Petrobrás em Macaé, Carlos Eugênio da Resurreição.

Veja, no site, a entrevista com a juíza Denise Frossard.

Deixe uma resposta