Câmara recebe denúncias sobre o PSF do Aterrado do Imburo



Requerimento, apresentado por Maxwell Vaz (SD), solicitará informações a respeito do PSF

Os moradores do Aterrado do Imburo denunciaram a precariedade nos atendimentos do Programa de Saúde da Família (PSF) do Aterrado do Imburo. De acordo com as informações recebidas, faltam médicos e materiais básicos para atendimento. Para obter uma resposta da Secretaria de Saúde, o vereador Maxwell Vaz (SD) apresentou o Requerimento 722/2015. A matéria foi aprovada, por unanimidade, na sessão da Câmara de Macaé desta terça-feira (22).

 

“É lamentável que casos como esse continuem acontecendo. Vamos aguardar posicionamento do governo. A saúde é prioridade e temos relatos de que está faltando quase tudo, desde a luva até o copo plástico”, afirmou Maxwell.

 

Amaro Luiz (PRB) criticou a situação e também disse aguardar uma resposta da prefeitura. Como presidente da Comissão de Saúde, Welberth Rezende (PPS) se comprometeu a acompanhar o caso de perto. “Ao que parece, a questão do médico já foi resolvida, mas buscarei as informações necessárias”, acrescentou.

 

O presidente Eduardo Cardoso (PPS) ainda falou sobre as dificuldades enfrentadas pela saúde local. “Diversos profissionais estão pedindo desligamento por morarem em outras cidades e não ser mais tão atrativo atuar em Macaé. É preciso valorizar o servidor, senão o cenário vai piorar”, alertou.

 

 

 

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta