Câmara solicita inclusão de Macaé em programa de saúde para idosos

Foto:Tiago Ferreira

Debates sobre a Saúde municipal levantaram a possibilidade de criação de uma CPI

A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, que funciona como monitoramento do histórico clínico do paciente, já é uma realidade em diversas partes do país e, se depender da Câmara dos Vereadores, estará presente em Macaé. Na sessão desta quarta-feira (12), foi aprovado por unanimidade um requerimento de Robson Oliveira (PSDB) para que o governo solicite inclusão no programa e disponibilize o documento para as pessoas da terceira idade do município.

Robson enfatiza que não há custos financeiros com a iniciativa, mas comprovados ganhos na qualidade de vida dos idosos. “A população da terceira idade vem crescendo a cada ano e, somente na nossa cidade, são 16 mil habitantes. Faço um apelo para que o prefeito tome essa iniciativa. É preciso apenas que o município se comunique com o Ministério da Saúde”, defendeu.

A iniciativa também faz com que os profissionais que atuam na rede pública de saúde consigam acessar rapidamente as informações sobre doenças, últimos atendimentos, medicação ou restrições, entre outros dados. “De forma concreta, essa medida melhora e agiliza muito os atendimentos”, acrescentou o tucano.

O presidente, Eduardo Cardoso (PPS), reforçou também a importância das políticas de prevenção na saúde. “Medidas simples poderiam diminuir atendimentos mais complexos e caros nos hospitais. A atenção básica deve ser prioridade, principalmente em medidas como a caderneta para os idosos”, concluiu.

Parlamentares criticam constantes mudanças na Saúde

Na mesma sessão, os vereadores falaram sobre as trocas de comando na Secretaria de Saúde. A mais recente aconteceu no início desta semana e, para Márcio Bittencourt (MDB), as mudanças dificultam a gestão de uma das áreas mais complexas do governo.

Líder da bancada de oposição, Maxwell Vaz (SD) endossou a fala de Márcio e lembrou que o Legislativo vem alertando para o agravamento dos problemas da Saúde na atual gestão.

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta