Comandante do 32º BPM atende convite e vai à Câmara

O Grande Expediente da sessão desta quarta-feira, 5, foi marcado pela presen&ccedil

O Grande Expediente da sessão desta quarta-feira, 5, foi marcado pela presença do  comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, Rosano Augusto de Souza. Ele foi convidado pelo vereador Maxwell Vaz (PT) a comparecer à Casa afim de dar satisfações sobre a questão da segurança em Macaé.
Na semana anterior o vereador, Luiz Fernando Pessanha (PRB), denunciou os constantes assaltos no Centro e os números alarmantes de arrombamentos a residências no município.

Entre algumas questões, Rosano anunciou que o 32º BPM receberá um reforço de 52 policiais e o número de viaturas será aumentado, porém a quantidade ainda não está definida.

Os vereadores levantaram alguns questionamentos. Luiz Fernando elogiou as melhorias nos índices de violência no município com a vinda do comandante, que ocupa o cargo desde o dia 9 de fevereiro.  “As modificações que valorizam os direitos humanos são notórias com a sua chegada”, disse o vereador. E acrescentou: “Mas minha preocupação é com o policiamento ostensivo. Também é preciso ter mais respeito com o policial para que ele dê a segurança que a população necessita”.

Jorge de Jesus (PRB) demonstrou indignação com os baixos salários dos policiais militares. “Salário baixo é sinônimo de corrupção. Os policiais merecem e necessitam de melhores salários”, defendeu. Ele disse ainda que o policial, em muitos casos, vai para o trabalho mas não sabe se volta para casa, estando sempre a mercê de muitas situações perigosas.

Marilena Garcia (PT) ressaltou a importância dos trabalhos que a Câmara tem realizado em prol da segurança do município. “Temos levado a situação de Macaé às autoridades em instâncias superiores”, lembrou.
A vereadora petista acrescentou ainda que, no início de março, os parlamentares e a sociedade civil organizada tiveram um encontro com o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame. “E naquela oportunidade muitos anseios e preocupações foram levantados. Aquela reunião foi muito produtiva”, analisou. Marilena elogiou, ainda, o trabalho da Tenente Zoraya, do 32º BPM, uma policial especializada em segurança escolar.

A tucana Maria Helena Salles (PSDB) avaliou a segurança como fator imprescindível para o desenvolvimento das gerações futuras e incentivou a implantação em Macaé de um projeto de educação carcerária.

Deixe uma resposta