Comissão de combate à falta d’água se reúne hoje no Rio



O vereador e vice-líder do governo na Câmara, Luiz Fernando Pessanha (PMDB),

O vereador e vice-líder do governo na Câmara, Luiz Fernando Pessanha (PMDB), vem levantando a bandeira do combate à falta de água, há anos, em Macaé. Recentemente, ele convocou, em plenário, a formação de uma comissão para solucionar a questão. Essa comissão se reúne hoje (11), a partir de 15h, na sede da Cedae, no Rio de Janeiro, onde está marcada uma audiência com o presidente da Cedae, Wagner Victer.

A falta de água em Macaé é um motivo de preocupação, principalmente com a proximidade do verão. Na última semana, o vereador que preside a comissão, Luiz Fernando, demonstrou essa preocupação, visto que a estação mais quente do ano se aproxima: “já está faltando água em Macaé. E o verão ainda nem chegou”, alertou.

No último dia 5, Luiz Fernando convocou a comissão da Cedae, durante a sessão ordinária, para que compareçam, hoje, ao gabinete da presidência da Cedae, no Rio Fazem parte da comissão, presidida por Luiz Fernando Pessanha, os vereadores, Maxwell Vaz (PT), Marilena Garcia (PT), Jorge de Jesus (PRB) e José Carlos Crespo (PTN).

O abastecimento de água que já é precário e criticado pela maioria da Casa, tende a piorar no verão; sobretudo, agravado pelo aumento do consumo de água e o comum desperdício.

Um dos membros da comissão, o vereador, Jorge de Jesus (PRB), disse que levará, à reunião, as preocupações da população com a situação. “A verdade é que, na cidade, não tem água, não só no verão, mas em todos os meses do ano. Todos sabemos disto. Nós vamos levar os problemas, pois já são anos de reclamações e a Cedae, aqui em Macaé, não nos atende”,  afirmou.

Além disso, o vereador acrescentou que, a falta de água em Macaé é geral , ou seja, não se restringe a bairros mais humildes. O próprio prefeito, Riverton Mussi (PMDB), declarou na última audiência do dia 30, sobre o Orçamento 2008, na Câmara, que em sua residência também falta água, o que o faz depender, também, de abastecimento pelo caminhão pipa.

Outro membro da comissão, o vereador, José Carlos Crespo (PTN), é autor de um requerimento que solicita a denúncia do convênio assinado entre o município e o estado, que não valeu para solucionar o problema de falta de água para a população macaense.

Deixe uma resposta