Confira destaques da sessão desta terça-feira (3)

Foto:Tiago Ferreira

Remanejamento 1

O Requerimento 500/2019, de Maxwell Vaz (SD), pede ao Executivo explicações sobre o funcionamento do programa de manutenção das ações de vigilância ambiental da Secretaria de Saúde. O serviço recebeu R$ 2,5 milhões remanejados do orçamento para outras áreas que ficaram sem esse recurso. “Queremos saber por que isso foi necessário e se foram obtidos os resultados esperados”.


Remanejamento 2

Já o 499/2019 aborda o mesmo caso por outro lado, cobrando os motivos de o programa ter sido priorizado com o remanejamento desses recursos antes previstos em investimentos na infraestrutura da cidade, especialmente, obras de urbanização do Novo Botafogo. Márcio Bittencourt (MDB), que é médico, antecipou a explicação sobre o funcionamento do programa. “Ele é muito importante para a monitoração das áreas epidemiológicas, fundamental para a prevenção de doenças”.


Centro de Convenções

Outro requerimento aprovado de Maxwell, o 477/2019, solicita à prefeitura os laudos de interdição do Centro de Convenções. “Trata-se de um local de eventos que reúnem grande público e queremos verificar os riscos e as providências tomadas”, justificou.


Audiência pública para os servidores

Aprovada na sessão desta terça-feira (3), a audiência pública para ouvir as demandas dos servidores municipais será realizada na última segunda-feira do mês (30), às 18h, no plenário da Câmara Municipal de Macaé. A proposta foi feita por Marvell Maillet (Rede) e aprovada por todos os parlamentares presentes. “Vamos fazer um apanhado das principais reivindicações e espero que o governo envie algum representante para tomar ciência dos relatos e pedir providências”, disse o autor do requerimento.


Problemas no transporte público

Mais uma vez, o transporte público foi tema de debate. Dessa vez, o requerimento aprovado foi de Robson Oliveira (PSDB), que denunciou a precária condição da frota utilizada pela empresa SIT, concessionária do transporte público na cidade. Ele pediu à Mesa Diretora que solicite o relatório detalhado de manutenção dos veículos, além de informações sobre a quantidade de ônibus em circulação em Macaé.


Passageiros sofrem com riscos e atrasos

O vereador informou ter recebido inúmeras denúncias de usuários, que se dizem obrigados a viajar em ônibus sujos e com bancos danificados, além de quebrarem frequentemente durante o trajeto. “Ontem tivemos mais relatos de ônibus enguiçado na cidade, o que provoca engarrafamentos e coloca em risco a integridade física dos profissionais da empresa e dos usuários”, alertou Robson.

Os parlamentares Maxwell Vaz (SD) e Márcio Bittencourt (MDB) apoiaram a iniciativa, reforçando os prejuízos aos cidadãos. “Vários pacientes perderam consultas no SUS ontem, por causa desse problema na Barra. A pessoa espera por várias semanas e quando chega o dia da consulta é surpreendida por essa situação”. Maxwell também lembrou que o prefeito Aluízio dos Santos Júnior (sem partido) prorrogou – por decreto e não por licitação – o contrato com a SIT até 2025.

Jornalista: Equipe de Comunicação

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support