Contas do primeiro quadrimestre são apresentadas na Câmara



IPTU foi um dos tributos que tiveram arrecadação acima do previsto

O controlador geral da prefeitura, Luís Carlos Silva Cunha, e o subsecretário da Fazenda, Deroce Barcelos Alves, compareceram à Câmara Municipal de Macaé nesta terça-feira (31) para prestar contas do primeiro quadrimestre de 2016. O município teve uma renda líquida de R$ 737,7 milhões, sendo que a receita estimada era de R$ 690,6 milhões. Itens como o IPTU proporcionaram aumento de arrecadação que compensaram a queda de 20,36% no repasse de royalties do petróleo.

 

Maxwell Vaz (SD) disse que a prestação, na forma como foi realizada, durante sessão ordinária, não atende à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “A LRF prevê que as contas devem ser apresentadas à população numa audiência pública”. O vereador também apontou ações tecnicamente irregulares, segundo ele, nos procedimentos da secretaria, baseando-se em normas do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ). “Já fomos notificados e prestamos os devidos esclarecimentos ao TCE”, respondeu Deroce.

 

“Verificamos que o governo continua não atendendo aos limites da LRF para gastos com a folha de pagamento, que é de 54%”, observou Amaro Luiz (PSB). Segundo Cunha, o município aproximou-se dessa meta, chegando a 54,4% no quadrimestre, graças à reforma administrativa realizada no ano passado.

 

“Na semana passada, esta casa autorizou a prefeitura solicitar empréstimo em forma de antecipação de royalties, estimado entre R$ 200 e R$ 300 milhões. O montante tem a ver com quedas de valores em alguns itens da arrecadação”, perguntou Marcel Silvano (PT). “Não. Os recursos disponíveis para essa operação de crédito estão relacionados, exclusivamente, com o limite de 10% da arrecadação prevista para os royalties”, disse Cunha.

 

Entre outras despesas do quadrimestre, Macaé investiu em educação R$ 155,8 milhões. Para a saúde, foram R$ 144,5 milhões e R$ 369,3 com folha de pagamento dos servidores municipais. O valor dos custos com saúde foi 30% maior que no primeiro quadrimestre de 2015.

 

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support