Filiação de Riverton ao PMDB adiada



A filiação do prefeito Riverton Mussi ao PMDB, que seria oficializada hoje (

A filiação do prefeito Riverton Mussi ao PMDB, que seria oficializada hoje (14), com assinatura da ficha, às 16 horas, foi adiada para a próxima terça-feira, 4, no mesmo horário, na Câmara. O motivo principal do adiamento é a impossibilidade da presença do governador Sérgio Cabral, de quem, inclusive, partiu o convite para a entrada do chefe do Executivo macaense na legenda.

Além disso, o deputado estadual, secretário geral do PMDB e presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, também não poderia comparecer porque está doente. O parlamentar ligou ontem para o secretário de Governo do muicípio, André Braga, e disse da sua vontade de participar da cerimônia também. Picciani foi o principal articulador da entrada de Riverton Mussi no PMDB após conversa com o governador Sérgio Cabral.

– Lamentamos o adiamento, mas no dia 4 de setembro estaremos junto com o governador para assinar a filiação ao PMDB. Convidamos toda a população para comparecer – disse Riverton.

De acordo com André foi feito um acordo de agenda e chegou-se à nova data. No entanto, o peemedebista deixou claro que todo o trâmite para o ingresso de Riverton no partido está pronto. Aliás, a Comissão Provisória do PMDB/Macaé já está homologada em ata e tem como presidente o próprio Braga e ainda como membros Paulo Antunes, líder do governo na Câmara, George Jardim, vice-presidente do Legislativo macaense, Antonio Carlos Sardinha e Jean Franco.

"O prefeito está vindo para o PMDB atendendo um convite feito pelo governador e isso vai corrobarar com toda a política de estreitamento Executivo macaense com os governos do estado e também com o federal, de quem Sérgio Cabral é parceiro", explicou André Braga.

Segundo Paulo Antunes, Macaé está vivenciando um novo momento político. O líder do governo municipal na Câmara acredita que com a entrada do prefeito no PMDB, quem sairá ganhando é a população da cidade.

"Ninguém ganha quando um governo municipal se afasta do estadual e do federal. Precisamos estar bem relacionados em todas estas esferas para trazer para Macaé recursos e investimentos que beneficiem nossa população", disse o novo peemedebista.

Fonte: Jornal O Debate
data: 14/08/2007

 

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support