Implantação do Samu e do Programa de Saúde Auditiva serão prioridades



O atual presidente da Comissão de Saúde, Assistência Social e Defesa d

O atual presidente da Comissão de Saúde, Assistência Social e Defesa do Consumidor, o médico Pedro Reis, declarou que se empenhará para que o município seja incluído no Sistema de Atendimento Médico de Urgência-Samu, do Ministério da Saúde. Além disso, outra prioridade para ele será adicionar Macaé ao Programa de Saúde Auditiva, também do governo federal.

O vereador, no biênio anterior, já havia elaborado um projeto de lei para um Sistema de Atendimento Médico de Urgência em Macaé e pretende reeditá-lo. “Ao invés de apenas colocar ambulâncias nas associações de moradores – o que muitas vezes não serve para atender aos seus objetivos, e sim a clientelismos – o Samu estrutura todo o sistema de saúde, porque disponibiliza informação, por meio de telefonia, médicos e enfermeiros, para os casos de urgência”, defendeu.

Segundo ele, caso o médico sanitarista e secretário de assistência à saúde no Ministério da Saúde, José Gomes Temporão, que está sendo cotado para ministro, assuma o cargo, as chances de implantação do sistema no município serão maiores. “Temporão trabalha diretamente com a efetivação dos Samus nos municípios. Nós fomos colegas de faculdade e mantivemos algum contato profissional”, disse.

Pedro Reis, também no último biênio, fez uma indicação a respeito do Programa de saúde Auditiva do Ministério da Saúde, que, entre outros benefícios, possibilita o implante de próteses auditivas e determina o teste de oto-emissões acústicas, conhecido como teste da orelhinha, em recém-nascidos  “Este teste pode fazer com que não haja mais crianças surdas-mudas em Macaé. Ele dá a elas a oportunidade de serem oralizadas. Além disso, o implante de próteses gera a inclusão dos idosos à sociedade”, explicou.

Para o vereador o teste de oto-emissões acústicas é capaz de fazer uma triagem muito mais eficiente que a audiometria, se tratando de diagnósticos em massa. Somente os que ficassem retidos no teste passariam por uma audiometria. “Temos quinze otorrinos na rede pública de Macaé o que torna bastante viável o programa. O município de Natividade-RJ, que não dispões de nenhum, já está incluído”, comentou.

Pedro Reis considera que a alimentação escolar e o estímulo a atividades físicas também serão questões apreciadas pela comissão. “Reeditarei todas as minhas proposições. Das 27, que se tornaram leis sancionadas pelo prefeito Riverton Mussi, apenas a Semana do Câncer de Próstata e a de Prevenção a Ler e Dort foram executadas. Vamos cobrar as demais”, ressaltou.

A comissão de Saúde, Assistência Social e Defesa do Consumidor terá como relatora Marilena Garcia (PT), como titular, Júlio César de Barros (sem partido) e como suplente, Jorge de Jesus (PRB).

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support