João Sérgio denuncia corte de árvores no Jardim Pinheiro

O vereador João Sérgio de Lima (PMDB) denunciou em plenário, no &uacu

O vereador João Sérgio de Lima (PMDB) denunciou em plenário, no último dia 6, o desmatamento das encostas no bairro Jardim Pinheiro. De acordo com o parlamentar, o risco de desabamento se faz cada vez mais iminente, colocando em perigo a vida dos moradores e do Xangô Menino, bem como seus anexos. O vereador visitou diferentes locais na manhã de hoje e foi até a parte mais alta do bairro onde existem terrenos de Área de Preservação Ambiental (APA) que foram devastados para loteamento e construção.

O vereador pediu que a Defesa Civil elabore um laudo técnico e um levantamento topográfico, bem como um relatório dos terrenos do local para saber se houve invasão da APA.  Somente com o resultado será possível decretar situação de emergência. João Sérgio disse que os terrenos costumavam ser de 30 x 12 metros quadrados, entretanto já se é possível notar avanços no gabarito dos terrenos.

João Sérgio afirma que há mais de dez anos já havia feito a primeira denúncia a respeito da questão: “Denunciei o problema do desmatamento desta área há cerca de 10 anos quando começaram os primeiros cortes de árvores”. De imediato, ele propôs que seja feita uma limpeza no local, cortando-se as copas das árvores maiores e alguns cipós.

“É o que podemos tentar para evitar um desastre com as chuvas. O terreno limpo faz com que a água ganhe velocidade, o que indica grande perigo para todos que moram, estudam e trabalham por aqui”, afirmou.

O solo inclinado dos terrenos acima do Xangô Menino é outro agravante. Entre as alternativas propostas pelo vereador está a construção de um muro de alvenaria ou pedra ou ainda uma espécie de banqueta para amenizar a força da água da chuva. Também deverá ser avaliada a possibilidade de drenagem das águas pluviais através de canaletas.

Além do risco de desabamento, a fauna nativa tem se tornado cada vez mais escassa. “A pressão do meio é grande. Muitas espécies de pássaros estão sumindo. Os pássaros foram reduzidos a pássaros urbanos. Agora, só encontramos pardais por aqui”, enfatizou o vereador. João Sérgio conta que,  há alguns anos, era comum encontrar micos, lagartos, tatus e gambás pela mata.

“Se a Secretaria de Obras constatar que há irregularidades nos terrenos,  poderá intervir. Há quem coloque remédio para as árvores secarem e posteriormente se valem do argumento de que devem cortá-las. Existem, ainda, os alicerces que podem ser vistos além dos limites que foram estabelecidos para os lotes”, declarou João Sérgio.

“Eu vou falar pessoalmente com o prefeito, Riverton Mussi (PMDB), pois a erosão está fora do controle e assim não pode ficar”, avaliou o vereador. Ele afirma que o declive atrás do terreno onde funciona o Xangô Menino não era tão acentuado há alguns anos, e critica que o quadro tem se mostrado cada vez mais crítico, com risco real de desabamento.

Deixe uma resposta