Jorge de Jesus cobra agilidade nas filas dos bancos

O vereador Jorge de Jesus (PRB) tem denunciado as longas filas dos bancos em Macaé.

O vereador Jorge de Jesus (PRB) tem denunciado as longas filas dos bancos em Macaé. Constantemente, ele recebe reclamações da população em função das esperas no atendimento bancário e leva ao plenário as queixas dos cidadãos. Segundo ele, a Câmara fez uma emenda à lei que estipula o tempo de espera nas filas dos bancos. “Existe lei municipal, estadual e federal a esse respeito. A emenda que fizemos encurtou o tempo limite de espera para até 20 minutos”, afirmou o pastor.

“Mas os bancos fazem de tudo para manter essa situação. Inventam desculpas e, por vezes, se negam a cumprir a lei com o argumento de que são empresas ligadas ao governo federal”, continuou. De acordo com Jorge de Jesus, os municípios têm, obviamente, capacidade para fazer emendas em leis como estas. Porém, alguns gerentes se negam a aceitá-las. “Acontece que os municípios têm poder”, enfatizou.

“Agora temos um aliado: o Procon, que tem nos prestado assistência através dos doutores Eraldo e Gilberto”.

“No mês passado, a Câmara acionou o Procon e, em seguida, os bancos foram advertidos. As empresas foram, então, comunicadas por carta. Alguns gerentes compareceram ao Procon e até expuseram a situação deles. A exigência do Procon é para que os bancos se enquadrem em um mês nessas leis”, disse.

Jorge de Jesus afirmou que, se as empresas não se enquadrarem, serão novamente chamadas pelo Procon e estarão submetidas ao pagamento de uma multa, que varia de acordo com cada caso.

O vereador faz um apelo para que os clientes que se sentirem lesados entrem em contato com o Procon. Ele lembrou, ainda, que no Banco do Brasil a demora nas filas é um constante alvo de reclamações. “O gerente de lá compareceu ao Procon e, após ser advertido, já tomou algumas providências”, informou. Uma delas foi a contratação de novos funcionários concursados. “Esta medida irá, em breve, trazer benefícios para os clientes”, declarou Jorge de Jesus. 

No início do mês de outubro, o vereador visitará os bancos da cidade. “Escolhi iniciar as visitas no princípio do mês, porque é um período em que há mais pagamentos e também é o período durante o qual recebo mais reclamações”, afirmou.

E acrescentou: “Como o prazo dado aos bancos – para que eles entrem nos eixos – foi de um mês. Agora irei verificar, pessoalmente, se está havendo o cumprimento da ordem e da lei”.
 

Deixe uma resposta