Legislativo pede transparência na concessão de moradia estudantil

Foto:Tiago Ferreira

Maxwell afirmou que ação da prefeitura não é eficaz no apoio a universitários.

Um requerimento do vereador Maxwell Vaz (SD) solicitou a origem dos estudantes beneficiados por moradia temporária fornecida pelo município. O pedido foi aprovado na sessão desta terça-feira (2), na Câmara Municipal de Macaé. O objetivo é dar mais transparência ao processo que vem gerando controvérsias na cidade.

De acordo com Maxwell, um hotel foi alugado pela prefeitura para servir de moradia estudantil após dois episódios de suicídio na cidade, envolvendo universitários oriundos de outros municípios. Ele esclareceu que a justificativa do prefeito, na ocasião da aprovação do projeto, foi que a falta de acomodação pode ter causado depressão nesses estudantes e, posteriormente, levado ao suicídio.

Contudo, o parlamentar afirma que a melhor alternativa seria oferecer acompanhamento médico e psicológico para os universitários e cidadãos que necessitam. “Em vez disso, a prefeitura aluga um hotel e espera prevenir o suicídio sem dar assistência à saúde mental dos estudantes”, criticou Maxwell.

O vereador informou que foram divulgados 23 nomes de beneficiados, mas na publicação não consta a cidade de origem deles. “Precisamos de transparência já que o aluguel está sendo pago com dinheiro público”.

Jornalista: Adriana Corrêa

Deixe uma resposta