Licitação para novas linhas de ônibus estaria em andamento



Na segunda audiência pública do Orçamento Municipal 2008, realizada no

Na segunda audiência pública do Orçamento Municipal 2008, realizada no plenário da Câmara, no último dia 30, foram destinados alguns minutos para a discussão do Transporte. Nesse tempo, o presidente da Mactran (Macaé Trânsito e Transporte), coronel Lúcio Aracati, foi inicialmente questionado pela seguinte pergunta de uma cidadã macaense: “Não seria justo abrir a concorrência no transporte coletivo, já que a atual empresa não dá conta de atender a população? Faltam carros e linhas.”

Aracati respondeu que o prefeito havia anunciado, há algum tempo atrás, que abriria licitação para novas linhas de ônibus. “Ele também falou da dificuldade de se promover tal coisa. Isto é idéia dele, mas já está em andamento, na procuradoria. Temos que aguardar, agora, a cessão do aspecto legal para fazermos a justa licitação”, disse.

O vereador e presidente da Câmara, Eduardo Cardoso (PPS), questionou, por sua vez, se houve algum projeto, dentro do orçamento do ano que vem, no sentido de esvaziar o trânsito do Centro de Macaé, como por exemplo, a construção de um viaduto.

Já o secretário executivo de Infância e Juventude, Júlio César de Barros (PMDB), perguntou se o orçamento de oito milhões contempla, satisfatoriamente, a Mactran.

As respostas foram, respectivamente, não e não. Seguidas das justificativa de que a verba prevista no primeiro orçamento não contempla a compra e a manutenção dos abrigos para os pontos de ônibus, que teriam custo elevado e sofrem com constantes depredações. Em seguida, o coronel informou que a sinalização viária vai se estender a todos os bairros de Macaé.

A vereadora e presidente do PSDB/Macaé, Maria Helena Salles, questionou sobre a viabilidade de estar incluída, no orçamento, a obra de duplicação da ponte Ivan Mudim. Entretanto, o secretário municipal especial de Infra-Estrutura Urbana, Adrian Mussi, afirmou que se trata de uma obra cara, ainda não incluída para o orçamento de 2008; mas que deverá ser feita e o prefeito estaria buscando parceria e convênio com o governo federal e estadual para a viabilidade da obra, cuja ordem seria de R$ 140 milhões (conforme informou o atual responsável pelo planejamento do orçamento, Videlmo Natalino).

O presidente da Associação de Moradores da Virgem Santa, Jorge Vieira, pediu que o transporte de vans seja regularizado, bem como o seu pagamento. Em seguida, o secretário municipal especial de Infra-Estrutura Urbana, Adrian Mussi, disse que quem efetua o pagamento das vans é a empresa que ganhou a licitação e é a detentora do sistema de transporte em Macaé. “Quanto a título de renovação, o vencimento é dia 8; e renovado ou não de acordo com a necessidade da população”, acrescentou.

Deixe uma resposta