Maxwell requer audiência da LOA

Na sessão ordinária da última quinta, dia 1º, o vereador e prime

Na sessão ordinária da última quinta, dia 1º, o vereador e primeiro secretário da Câmara, Maxwell Vaz (PT), propôs – através de requerimento – a realização de uma audiência pública com o objetivo de colher sugestões para a elaboração de emendas ao projeto de Lei do Orçamento Anual (LOA), vindas da comunidade. As proposições passarão por votação em plenário e serão inseridas no orçamento do exercício de 2008.

Antes, porém, serão realizadas duas reuniões, entre os vereadores. A primeira delas ocorrerá no dia 13 de novembro e a seguinte, no próximo dia 30, sempre de 9h às 17 horas, no plenário da Câmara Municipal. As propostas de emendas ao projeto LOA requerem o parecer das comissões e a aprovação da Casa.

Maxwell pretende incluir, entre as emendas ao projeto, sugestões da comunidade. De acordo com o vereador, a população macaense tem o direito de participar desse processo, uma vez que a gestão municipal tem como objetivo garantir a qualidade de vida e o desenvolvimento do município e dos cidadãos.

“Tenho realizado um mandato inteiramente participativo e acredito que o verdadeiro exercício da cidadania está em receber da comunidade suas reivindicações e,  conseqüentemente, implantá-las”, defendeu o vereador.

Maxwell informou durante a sessão da última quinta, dia 1º, que a proposta da audiência pública surgiu após inúmeras críticas da população em relação à falta de gestão em diversos setores do executivo.

“É visível a insatisfação da população sobre algumas questões que ainda não foram resolvidas, como transporte, abastecimento de água, obras, saúde, educação e assistência social. Na audiência poderemos apontar ao executivo todas as necessidades da população e orientar, através das emendas ao orçamento, o melhor gerenciamento para o ano de 2008”, ressaltou Maxwell.

O requerente disse, ainda, que a audiência terá como prioridade ouvir a comunidade. “Por isso será importante a presença de todos. Audiência é processo necessário e a melhor forma de prevenir toda a desorganização que temos enfrentado”, completou.

Deixe uma resposta