Maxwell Vaz analisa visita do comandante da PM à Câmara



O vereador, Maxwell Vaz (PT), é presidente da Comissão de Constituiç&

O vereador, Maxwell Vaz (PT), é presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação e Garantias Fundamentais – comissão esta que é permanente enquanto vigora o biênio 2007/2008 da Câmara. Compõem esta comissão os vereadores: Luiz Fernando Borba Pessanha – Sem partido (relator); João Sérgio de Lima – PMDB (titular) e Paulo Roberto Paes de Oliveira – PSDB (suplente). Diante dos números alarmantes da violência em Macaé (como, por exemplo, o número de homicídios em 2007 que já passam de 100) o vereador, enquanto primeiro secretário da Câmara, fez um convite informal – recentemente  – ao Comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), coronel Rosano Augusto de Souza, para dar explicações sobre a segurança no município.  Maxwell afirma que o comandante respondeu prontamente ao convite, o que demonstra o interesse da autoridade pela melhoria da segurança na cidade. “A presença do coronel transparece seu compromisso na realização de ações e programas de combate à criminalidade no município”, lembrou Maxwell.

Na ocasião, o comandante anunciou que a Polícia Militar (PM) de Macaé receberá 51 novos homens, a curto prazo, para reforçar o efetivo. Ele garante que mais viaturas também serão enviadas ao município; porém não pôde precisar o número, já que a negociação com o Comando Geral do Rio de Janeiro ainda está em andamento.

Analisando a visita do comandante, o primeiro-secretário declarou: “A vinda de Rosano trouxe mais confiança para as pessoas, porque a auto-estima da população está baixa em relação à segurança. Todos se sentem, hoje, ameaçados”.

Maxwell destacou que os cidadãos também têm a sua parte a cumprir para combater a onda de violência no município: “temos que fazer uma frente ampla. A população tem que reagir e pressionar quem tem atribuição de executar, além de passar informações para a Polícia”, alertou.

Quanto ao projeto “Disque-denúcia”, Maxwell afirma que a proposta de implantação se mantem. De acordo com o projeto (elaborado pelo vereador) o serviço seria gerenciado pelo Terceiro Setor, através de uma Ong do município. A manutenção mensal de toda a estrutura exigida pelo Disque-denúncia seria de R$15 mil por mês.

Novos convites

O próximo convidado para comparecer ao plenário é o delegado titular da 123ª Delegacia de Polícia Civil, Daniel Bandeira Gomes. Até o momento, a Câmara não obteve uma resposta. Portanto, Maxwell fará o convite pessoalmente.

Deixe uma resposta