Maxwell Vaz cobra eficiência no trabalho da Guarda Municipal



Durante sua intervenção na reunião terça-feira à noite, o vereador Maxwell Vaz (PT) destac Durante sua intervenção na reunião terça-feira à noite, o vereador Maxwell Vaz (PT) destacou o ato em prol da candidatura do presidente Lula à reeleição ocorrido no sábado em frente à Câmara. “Foi uma grande manifestação pública que contou com a participação de segmentos importantes da sociedade”, frisou, indagando ainda a postura do peemedebista Sérgio Cabral, que formalizou aliança com Lula, mas também fechou apoio de correligionários macaenses do adversário do presidente no segundo turno. O ponto alto do discurso do petista na noite foi quanto a intenção publicada na imprensa local da prefeitura, através da Guarda Municipal, fiscalizar as praias do município. “A Guarda Municipal não tido competência sequer para coibir o tráfego de bicicletas no calçadão”, criticou o parlamentar, que questionou ainda o fato de apenas seis das 17 câmeras de monitoramento, que deveriam ser utilizadas para ajudar no combate a assaltos e furtos em áreas centrais do município, estarem funcionando. Maxwell voltou a defender a extinção da autarquia que gerencia o órgão e o retorno da Guarda Municipal à administração direta da prefeitura . Segundo o petista, desta forma seria mais fácil gerir e fiscalizar as ações da GM – que já tem dotação orçamentária prevista para o ano que vem: cerca de R$ 14 milhões. Maxwell cobrou ainda a aplicação por parte do Executivo do projeto de lei de sua autoria aprovado em março que garantia fardamento diferenciado entre Guarda Municipal e Guarda Mirim. Episódio ocorrido esta semana envolvendo dois guardas mirins, acabou comprovando o receio do vereador. Dois jovens do órgão se envolveram numa briga e houve quem confundisse o de maior estatura com um guarda municipal. “Isso prova também que a Guarda Municipal não está apta a conduzir projetos sociais”, ressaltou Vaz.

Deixe uma resposta