Na última sessão do ano, vereadores juvenis cobram melhorias para a cidade

Foto:Ivana Gravina

A Câmara Juvenil é composta por estudantes da rede municipal eleitos em votação nas escolas.

O último encontro dos estudantes que compõem a Câmara Juvenil foi marcado por cobranças de investimentos na infraestrutura e na educação de Macaé. Ao todo, 22 propostas entraram na pauta, com aprovação unânime. A sessão, que aconteceu na tarde de terça-feira (12), também abriu espaço para debates sobre os problemas na saúde pública.

Antes do início das atividades, a presidente, Tamara Mota Pedrosa, comemorou a oportunidade de estar na Câmara como parlamentar juvenil. Aluna da Escola Natálio Salvador Antunes, ela afirma ter aprendido bastante neste primeiro ano. “Também tenho muita dificuldade de falar em público e esta é uma barreira que estou superando aos poucos”, acrescentou.

Já durante as votações, a vereadora Henryandra Oliveira de Carvalho apresentou duas indicações voltadas para a reforma dos terminais. “A situação está bem complicada e é preciso trocar as coberturas para evitar goteiras quando chove, além dos banheiros que estão em péssimas condições. Seria fundamental ter mais agentes de limpeza para manter os espaços limpos porque chega o final do dia e tudo está muito sujo”, defendeu.

Na sequência, foi a vez da parlamentar Amanda Ferreira pedir mais investimentos na saúde preventiva. “As UBSs (Unidades Básicas de Saúde) estão com poucos profissionais e as atividades ficam prejudicadas. A prefeitura poderia avaliar se seria viável ter um novo concurso público”, disse.

A Câmara Juvenil realiza, além de encontros periódicos, sessões trimestrais para debates e votações. O ato é realizado com toda a estrutura de uma sessão comum, incluindo transmissão ao vivo via internet. Os projetos apresentados pelos estudantes podem servir como base para proposições dos vereadores da cidade.

Na atual legislatura dos parlamentares juvenis, já foram realizadas três sessões e cinco reuniões mensais. O calendário de atividades para 2018 será divulgado após o recesso escolar.

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta