Plano Diretor: população discute propostas para a Região Serrana



Câmara realizará mais duas audiências nos próximos dias

A sétima audiência pública de discussão do Plano Diretor, voltada para a Região Serrana, foi realizada na noite da última terça-feira (22), em Córrego do Ouro, e contou com expressiva participação de moradores e alunos do Colégio Pedro Adame, local cedido para a realização do evento. Luciano Diniz (PMDB) e Renata Paes (PSC) conduziram a apresentação do texto que contempla os distritos de Macaé.

 

Assim como nas demais audiências, a secretaria adjunta de Gestão Estratégica foi responsável pela apresentação das diretrizes traçadas pelo Executivo para os próximos 10 anos. “Esta é a primeira vez que o poder público inclui, de forma representativa, a Região Serrana no Plano Diretor. É muito importante debater as necessidades dos distritos e o apoio da Câmara de Macaé para este encontro foi fundamental”, disse a titular da pasta, Gisele Muniz.

 

“Gostaria de deixar registrado o meu agradecimento à direção da escola que, gentilmente, cedeu espaço para realização desta audiência. Estamos falando de distritos que precisam de muitos investimentos e da volta de serviços que foram paralisados. A saúde e a segurança precisam ser prioridade”, disse Renata. Ela e Luciano Diniz se comprometeram a receber propostas que não estavam contempladas no texto, com possibilidade de criação de emendas ao projeto.

 

Turismo também entrou em pauta. A região, conhecida pelas belezas naturais, foi citada como alternativa econômica. “As atividades e campeonatos foram suspensos por falta de incentivo e a gente perde muito sem a presença de turistas”, criticou o empresário Rogério de Oliveira. A regulamentação de serviços da saúde para desburocratizar atendimentos também está entre as metas do Plano Diretor.

 

De acordo com a universitária Camile Fonseca, o poder público precisa buscar meios de melhorias no transporte e na comunicação e. “Diversas localidades não possuem transporte depois que anoitece, sem falar que as linhas são insuficientes e os passageiros andam sempre em ônibus super lotados. Como estudante, também fica complicado estudar, pois não temos serviço de internet e quase não há telefonia móvel presente”, criticou.

 

Diniz ainda divulgou que a prefeitura tem planos de levar a Parceria Público Privada (PPP) do Esgoto para a região, na terceira fase do projeto. Hoje, as obras de saneamento estão na primeira fase. As duas audiências públicas finais serão realizadas nos dias 31 de março e cinco de abril, às 18 horas, na Câmara de Macaé.

 

 

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support