Prefeito prestigia homenagem da Câmara à mulher

O prefeito Riverton Mussi (sem partido) prestigiou a sessão solene de ontem, &agrav

O prefeito Riverton Mussi (sem partido) prestigiou a sessão solene de ontem, às 19h, no plenário da Câmara, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Durante a cerimônia, presidida pela vereadora Marilena Garcia (PT), ele informou que a implantação da Secretaria Municipal da Mulher está prevista para o próximo mês. A vereadora Maria Helena Salles (PSDB), por motivo de doença, não pode comparecer à sessão e foi representada pelo vereador Pedro Reis (PSDB).

Foram convidados para compor a mesa de vereadores autoridades civis e militares, entre elas a ex-vereadora, Vânia Deveza, da Coordenadoria dos Direitos da Mulher-Codim e o tenente-coronel Caldas, do 9o Grupamento de Bombeiros Militar. Ele presenteou Marilena Garcia e a Câmara macaense com um livro comemorativo dos 150 anos da corporação e disse “Dizem que a mulher é o sexo frágil. Que mentira absurda!”, fazendo alusão à letra de Erasmo Carlos. A instituição foi elogiada pela vereadora e aplaudida pelo público no plenário.

A vereadora recebeu, representando as mulheres do município, flores do presidente Eduardo Cardoso, em nome do legislativo, e do prefeito Riverton Mussi. “A força e garra da mulher macaense será necessária na atual conjuntura em que se enfrenta o problema da falta de segurança pública. Contamos com vocês para conquistar a paz em Macaé”, disse Marilena.

Ambas as vereadoras, Maria Helena Salles, primeira-secretária no biênio anterior e atual presidente da Comissão de Educação, Cultura, Esporte, Lazer, Turismo e Pesca, e Marilena Garcia, segunda-secretária da mesa diretora, presidente da Comissão para Revisão da Lei Orgânica Municipal e primeira mulher a integrar a Câmara de Macaé, foram elogiadas pelos demais parlamentares.

Eduardo Cardoso estendeu sua homenagem às mulheres de diversas profissões. “Muitas marcaram, outras ainda marcarão, ou seus filhos, a história dessa cidade”, declarou. Sua mãe, Selma Cardoso, assídua no plenário, recebeu flores. Margarida Mussi Ramos, presidente dos Grupos de Terceira idade de Macaé e mãe do prefeito, foi indicada para a homenagem pelo vereador Luiz Fernando Pessanha (sem partido) e Riverton agradeceu por isso. Ela considerou: “Há 18 anos realizo com amor um trabalho junto à terceira idade e acho que sou reconhecida porque recebo muito carinho”. A primeira-dama, Márcia Moraes, disse que gostaria de parabenizar também as mulheres anônimas, que não podem ser esquecidas.

O vereador Júlio César de Barros (sem partido), que fez referência a importância da lei Maria da Penha, de proteção à mulher, indicou a carroceira, Isabel Cristina Cesarino, que foi muito aplaudida pelo público presente no plenário. “As mulheres são lutadoras. Tudo o que querem conseguem, mas muitas pessoas não respeitam seu potencial. Estamos conquistando nosso espaço devagarinho. Vamos chegar lá”, disse a trabalhadora e mãe.

Também foram homenageadas: Venina Ribeiro de Souza, de 87 anos,  professora aposentada da Educação Infantil, por Chico Machado (PPS). Ela recordou que foi  professora de Maria Helena Salles e Marilena Garcia. Maria Emília Mouze Aguiar, psicanalista e funcionária pública, por Eduardo Cardoso (PPS). “A mulher tem jornada dupla. O lado profissional e do lar, dos filhos. Precisa ser valorizada”, atentou. Lúcia Regina Pereira de Almeida, funcionária pública, por Jorge de Jesus (PRB). “Muitas mulheres são hoje chefes de família. Elas tiveram que lutar muito para conquistar sua emancipação”, destacou. Ana Maria Pinto, mestre em matemática, por Maria Helena Salles (PSDB) “Iniciamos a luta do sindicato dos professores estaduais, na qual estiveram envolvidas as vereadoras Maria Helena Salles e Marilena Garcia. Minha mãe, Arlete Pinto, recebeu essa indicação. Ela era doceira e tenho muito orgulho por ser filha de operários que conseguiram que os quatro filhos tivessem curso superior”, salientou. Gilma Pereira Vieira, comerciante, por Marilena Garcia, (PT). Gilma destacou: “O salário da mulher é muito menor que dos homens, temos ainda que buscar uma equiparação”. Sônia Silva Rodrigues, diretora da Creche Escola Municipal da Aroeira, por Maxwell Vaz (PT). Ela considerou: “Falta muita coisa ainda para mulher alcançar”, e Joanir Viana Jatobá, auxiliar de enfermagem e parteira da Região Serrana, por Pedro Reis (PSDB). Joanir é conhecida como “a mãe da serra”. Durante o evento, o  músico macaense, Lúcio Duval, interpretou ao violão: Maria, Maria, de Milton Nascimento e Fernando Brant, e o Hino de Macaé, letra de Antônio Alvarez Parada e música de Lucas Vieira.
Após a cerimônia foi oferecido um coquetel ao público.

Deixe uma resposta