Proposição aborda fechamento da Rodando Legal



O requerimento solicita ao comando da PMERJ que os carros apreendidos não sejam enviados a outros municípios.
O Requerimento 537/2017, aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (3), na Câmara Municipal…

 

O Requerimento 537/2017, aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Macaé, solicita ao comando do 32º Batalhão da Polícia Militar (BPM) que os carros apreendidos por irregularidades não sejam enviados a outros municípios. O autor, Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, está preocupado com o destino dos veículos após o fechamento da empresa Rodando Legal, responsável pela fiscalização e apreensão dos automóveis.

“O encerramento das atividades dessa empresa deveu-se a inúmeras ilegalidades e foi uma bandeira de vários colegas, especialmente, do vereador Cesinha (Nilton César Pereira, do Pros)”, lembrou Val. “Agora precisamos evitar que os macaenses tenham que buscar seus carros em outras cidades”, completou.

“O fechamento da Rodando Legal não impede que a PM continue a fiscalização. Os donos de veículos já apreendidos podem pegá-los no pátio da empresa”, informou Cesinha.

No entanto, não ficou esclarecido como será feito nos casos de novas apreensões. A proposição de Val Barbeiro foi assinada por nove vereadores e Cesinha se dispôs a entregá-la pessoalmente ao comandante do 32º BPM, coronel Marco Aurélio Volmer.

Câmeras de segurança na Serra

O parlamentar do Pros, por sua vez, teve aprovado o Requerimento 528/2017, que solicita à Secretaria de Segurança Pública informações sobre a possibilidade de implantar câmeras de monitoramento na Região Serrana.

Maxwell Vaz (SDD) apoiou a proposição, mas lembrou que, das 83 câmeras instaladas em Macaé, 30 estão danificadas. “Foi um convênio feito com a Petrobras que instalou o equipamento para que a PM monitorasse o município”, contou ele. Foi unânime a votação favorável ao requerimento, que também ganhou assinaturas de nove parlamentares.

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta