Reajuste dos servidores é debatido em audiência



 Ato foi realizado na noite de segunda (20)

Cerca de 50 pessoas estavam na plateia por ocasião da audiência pública que debateu o reajuste dos servidores da prefeitura, na noite desta segunda-feira (20). Realizado na Câmara Municipal de Macaé, o evento foi presidido pelo vereador Igor Sardinha (PRB). “Lamentamos a ausência de representantes do governo para discutir o reajuste, mesmo após não ter sido apresentado nenhum índice para discutir com a categoria”, afirmou.

 

Maxwell Vaz (SD) criticou o fato de, segundo ele, o Executivo não ter atendido a requerimento aprovado em plenário para que fosse apresentada uma proposta, tornando necessária a realização da audiência. “Mesmo assim, acredito que os servidores foram intimidados e constrangidos a não comparecerem hoje aqui”. E Amaro Luís (PSB) acrescentou: “Não era nem para estarmos aqui. O dissídio é uma negociação que deve acontecer naturalmente”.

 

Servidores que compuseram a mesa criticaram fortemente a administração. Leandro Neves, presidente da Comissão de Assistentes de Administração e Logística, mencionou o artigo 156 do Regimento Interno da Câmara que, de acordo com ele, criminaliza a não informação de um índice por parte da administração.

 

“É lamentável também o não comparecimento de um representante do nosso sindicato”, criticou Marco Antônio da Silva Gomes, representante do movimento Direito para Todos. Ele ainda mencionou que servidores têm tido perdas no vale-alimentação, no adicional noturno e com a não efetivação do enquadramento. Vivaldo Dórea, do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Previdência e Seguridade Social do Rio de Janeiro (Sindsprev), reforçou as críticas ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Macaé (Sindservi): “Esse sindicato não nos representa”.

 

Nas considerações finais, Igor acenou à possibilidade de recorrer ao Ministério Público contra a prefeitura. “Outro caminho é encaminhar ao plenário proposição no sentido de estabelecer um prazo para que a administração apresente um índice, agora vinculado ao IPCA”, concluiu.

 

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support