Reajuste salarial do servidores municipais antecipa debates na Câmara



O correto reajuste dos servidores municipais começou a ser tema de pronunciamento e

O correto reajuste dos servidores municipais começou a ser tema de pronunciamento entre os vereadores da Casa. Na última sessão da Câmara, ocorrida no dia 9, os vereadores Pedro e Reis (PSDB) e Paulo Antunes (PMBD) levantaram o tema, ambos defendendo respectivamente, servidores e administração municipal.

O vereador da oposição, pediu ao Executivo que busque junto ao sindicato dos servidores um acordo onde o reajuste seja adequado e justo aos funcionários. " Espero que desta vez possa haver um consenso entre as duas partes para que esse reajuste possa ser satisfatório para esses servidores que são impulsionadores da máquina administrativa", colocou.

O vereador se referia aos problemas enfretados entre servidores e Executivo durante o último reajuste onde a maioria reivindicou um aumento salarial de 20%. Mas após sucetivas reuniões, o valor foi acordado e reduzido a 3,48%. Já Paulo Antunes defendeu, em seu pronunciamento o comprometimento do prefeito com os servidores.

Para ele o reajuste que tem sido repassado a categoria merecem ser aumentados, mas decorrentes do orçamento, eles ainda estão comprometidos. "O prefeito sabe que o reajuste não é o merecido e busca de outras formas, complementar o que não pode ser repassado", lembrou Antunes. Ele disse ainda que desde o início de seu mandato o prefeito assumiu e tem mantido seu compromisso de valorização do servidor.

Na última votação do reajuste, alguns vereadores consideraram o valor pequeno. O vereador Maxwell Vaz (PT) na ocasião, considerou o percentual ínfimo e explicou que no processo de votação, não cabe ao vereador fazer emenda para aumentar ou diminuir o percentual, sendo essa uma competência do Executivo.

Paulo Antunes voltou a defender o índice, afirmando que não era o aumento que o prefeito gostaria de dar "E sim o permitido pela Prefeitura”. Ele lembrou ainda que, em contra-partida, o Executivo também concedeu aos, uma gratificação de um salário mínimo, no mês em que aniversariam, por meio do PLE 026/07, também aprovado por unanimidade.

Os rejustes dos servidores são feito anualmente e desde 2006, a prefeitura se comprometeu a atender outras reivindicações do Sindicato, além do reajuste, entre eles a substituição do auxílio-alimentação, por tíquetes. A prefeitura vem concedendo reajuste salarial ao servidornos últimos cinco anos. Em 2001, o reajuste foi de 9,51%. Em 2002, de 11,05%, em 2203, 20%, em 2004, 5.89% , 2005, o reajuste foi de R$ 7,54% e em 2006, o reajuste foi fixado em 5,32%.

Deixe uma resposta