Refinanciamento de dívidas gera discussão sobre Regimento Interno



Iniciativa visa aumentar arrecadação e “limpar” nome dos contribuintes que devem impostos

O Projeto de Lei (PL) do Executivo para refinanciar em até 120 meses dívidas de contribuintes relativos aos tributos municipais levou os vereadores a discutirem o Regimento Interno da Câmara Municipal de Macaé, nesta quarta-feira (9). Maxwell Vaz (SD), relator da Comissão de Comissão de Constituição de Justiça, apresentou parecer questionando a ausência de relatório de impacto financeiro no PL, exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

“Sou favorável à proposição, mas a matéria tramitou irregularmente. Peço vistas e solicito que não vá à votação”, disse Maxwell. Eduardo Cardoso (PPS), presidente da Casa, afirmou que a proposta não terá impacto financeiro e que, portanto, deveria entrar em votação. “Estamos falando de dívidas que dificilmente seriam pagas. A ideia é aumentar a arrecadação e ajudar o cidadão que deseja ficar quite com a administração, pagando o que deve.”  

 

Paulo Antunes (PMDB) concordou: “Compreendo Maxwell quanto à importância da tramitação regular, mas entendo que, se não terá impacto financeiro, o refinanciamento deve ser votado”. Igor Sardinha (PRB) afirmou que “segundo o Regimento Interno, os projetos têm um caminho legal a percorrer”, considerando que o relatório indispensável para a votação.

 

Cardoso, então, colocou em votação o parecer do relator, que foi derrubado. Como o PL estava em primeira discussão, o trâmite regular previa que voltasse para a secretaria da Casa e fosse votado posteriormente. Entretanto, o líder do governo, Júlio César de Barros (PPL), o Julinho do Aeroporto, fez requerimento solicitando que as duas votações ocorressem na mesma sessão.

 

Aprovação unânime

 

Sardinha, líder da oposição, discordou, alegando que o procedimento de votar na segunda discussão permite aos vereadores fazerem emendas aos projetos. Eduardo, porém, sustentou a tendência de votar o quanto antes o refinanciamento, e colocou em votação o requerimento, que foi aprovado. Em seguida, a matéria recebeu voto favorável de todos os vereadores, incluindo os da bancada de oposição que, mesmo discordando dos trâmites, concordava com o conteúdo do projeto.

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

 

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support