Revitalização da Praça Veríssimo de Melo é solicitada no Legislativo



Proposta foi aprovada por unanimidade

Aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Macaé, o Requerimento 162/2016 prevê envio de correspondência ao Executivo perguntando sobre a possibilidade de se revitalizar a Praça Veríssimo de Melo, no Centro. A proposição foi apresentada nesta quarta-feira (27) pelo líder do governo, Júlio César de Barros (PMDB), o Julinho do Aeroporto. “Essa praça é um cartão de visitas da cidade e estivemos levantando algumas situações no local”, afirmou.

Segundo Julinho, a praça recebe crianças de um colégio próximo na hora do recreio, bem como fiéis de uma igreja que por ali passam para chegar ou sair do templo. Essas e outras atividades estariam sendo prejudicadas por “situações desagradáveis” que estão acontecendo no local. “Algumas pessoas têm colocado fogo ao pé das palmeiras centenárias e o fogo já chegou a atingir as folhas. Vamos acabar perdendo aquelas árvores”.

Ele relata, ainda, que é preciso trocar a água parada do chafariz, além de realizar a manutenção do equipamento. Chico Machado (PDT) elogiou a iniciativa de Julinho e disse que viu o momento em que uma palmeira estava pegando fogo. “Chegamos a telefonar para os bombeiros e eles nos relataram que já tinham sido chamados. Temos, sim, que revitalizar a praça Veríssimo de Melo, que faz parte da história de Macaé”, concluiu.

 

Ensino Fundamental para o bairro Aroeira

Na mesma sessão, os vereadores também aprovam uma indicação de Maxwell Vaz (SD) que solicita a instalação de escolas de Ensino Fundamental, do 5º ao 9º ano, no bairro Aroeira. De acordo com o parlamentar, a proposta surgiu por meio de reivindicações de pais de alunos, que são obrigados a estudar em escolas de outros bairros.

Guto Garcia (PMDB), ex-secretário de Educação, afirmou que o governo municipal reconhece a necessidade. “O impasse maior é porque não há área disponível para construção de novas escolas. Chegamos a nos reunir com o Estado, pois há duas escolas subutilizadas e que poderiam ceder espaço para a prefeitura, mas nada avançou”, frisou.

Ainda durante a discussão, Maxwell rebateu a fala de Guto. “Basta ter vontade política para desapropriar uma área, por exemplo. Sugiro que haja uma pesquisa, com os moradores cooperando, pois é interesse de todos”, defendeu.

 

 

 

Jornalistas: Marcello Riella Benites e Júnior Barbosa

  

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support