Saúde: Legislativo volta a cobrar aplicação de recursos já liberados

Foto:Ivana Gravina

Pela terceira vez, vereador cobrou posição do Executivo sobre a questão.

No retorno das sessões ordinárias, após o recesso parlamentar, a Câmara Municipal de Macaé cobrou novamente do Executivo a aplicação de dinheiro para a saúde, liberado pelo Senado Federal. Três requerimentos de Marcel Silvano (PT) foram aprovados nesta quarta-feira (1º), questionando o não investimento de valores resultantes de emendas do senador Lindberg Farias (PT-RJ) ao orçamento nacional.

É a terceira vez que o vereador tem proposições aprovadas com esse objetivo. Nesta sessão, ele lembrou que não foram investidos R$ 70 mil na compra de dois veículos de passeio, um para a unidade de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Aterrado do Imburo e outro para a ESF do Frade.7

Já à unidade de Bicuda Pequena coube um total de R$ 104,8 mil para uma Pick-up tracionada, com o objetivo de atender locais de difícil acesso, que também não foi comprada. “Para fazer seu trabalho, os agentes de saúde usam o próprio carro ou pedem emprestado o veículo de algum morador. O dinheiro está na conta da prefeitura no Banco do Brasil e nenhum procedimento burocrático é realizado para empregá-lo”, critica Marcel.

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support