Sérgio Cabral atende pedidos de Riverton



O líder do governo, Paulo Antunes (*PMDB), na sessão plenária de onte

O líder do governo, Paulo Antunes (*PMDB), na sessão plenária de ontem, apresentou os compromissos assumidos pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), com o prefeito Riverton Mussi (*PMDB), na tarde de ontem, durante o evento de abertura da Conferência Internacional da Indústria Offshore de Petróleo e Gás, a Brasil Offshore, no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho (Macaé Centro). O primeiro-secretário, Maxwell Vaz (PT), representou o Legislativo municipal na mesa de abertura do evento. Também estiveram presentes: Luiz Fernando Pessanha (sem partido), Maria Helena Salles (PSDB) e Pedro Reis (PSDB).

Paulo Antunes ressaltou os frutos que a aliança política entre Governo do estado e do município trarão para Macaé. Ele enfatizou que todas as reivindicações feitas pelo prefeito foram acolhidas pelo governador perante a um grande público. O vereador destacou: a doação do estado ao município do terreno do antigo fórum para a criação do Pronto-Socorro Pediátrico; a instalação de um escritório da Feema no município; um convênio com o DER para a melhoria das estradas estaduais que cortam Macaé; a implantação da Delegacia Legal e a cessão da área pertencente ao estado, onde está localizado o Bairro Nova Esperança. O governador disse também que estará presente à inauguração da Cidade Universitária, às 11h do dia 02 de julho, quando será firmado um convênio entre o município e a Universidade Estadual do Rio de Janeiro-UERJ. Desta forma, irão integrar o centro de ensino superior, universidades federal, estadual e privadas, incluindo faculdade de medicina.
Antunes salientou que a reivindicação da instalação de um escritório da Feema no município foi apresentada desde o primeiro turno das últimas eleições a Sérgio Cabral. O convênio já foi assinado, dando ao Poder Público municipal competência para deliberar quanto a licenças ambientais em um perímetro de 200 mil m2. O convênio com o DER será firmado em poucos dias, vindo beneficiar especialmente o escoamento da produção rural e o potencial turístico do município na Região Serrana. Pedro Reis elogiou a cessão do prédio do antigo fórum para a criação de um hospital de emergências pediátricas. O presidente da Comissão Permanente de Saúde da Câmara e ex-secretário de Saúde considera que esse projeto irá reestruturar todo o sistema de saúde municipal na área hospitalar. “As crianças estão em um hospital improvisado. Além disso, seria devolvido o Hospital Madre Teresa de Calcutá aos idosos, onde hoje está sendo instalado o Programa de Saúde Auditiva, para que eles se beneficiem com 200 próteses auditivas ao mês”, parabenizou.

Problemas do transporte coletivo voltaram a ser tratados no plenário da Câmara, na noite de ontem. Inscrito no grande expediente, o presidente Eduardo Cardoso (PPS) informou que, em uma reunião com o prefeito, o presidente da Mactran, Lúcio Aracati, o secretário de Governo, André Braga, o secretário de Comunicação, Rômulo Campos, e a procuradora-geral do município, Maria Auxiliadora, solicitou a desclassificação da empresa Viação 1001/Macaense da licitação a qual ganhou, por não atender aos interesses públicos. Ele sugeriu que novas linhas de ônibus fossem licitadas para que a livre concorrência de mercado venha provocar a melhora do serviço à população. “As leis de mercado irão gerir esse problema, quem prestar um serviço melhor irá faturar mais. 1001 mais multas (emitidas pela Mactran) podem tirar a reeleição do prefeito”. Ele foi enfático ao afirmar que a Câmara Municipal não autorizará um aumento da tarifa nos coletivos, que passaria a R$ 2,20 ou R$ 2,30. A emissão excessiva de multas de trânsito havia sido criticada pelo vereador Júlio César de Barros (sem partido), autor da convocação do presidente da Mactran ao plenário em este ano.

Ontem, o vereador Maxwell Vaz apresentou a Indicação 536/07 de parcelamento da taxa de concessão de autorização para o comércio informal, a fim de facilitar o pagamento e evitar a inadimplência dos munícipes trabalhadores informais. Além disso, foi aprovado a Projeto de Resolução 05/07, proposto pela mesa diretora, de modernização administrativa da Câmara. O primeiro-secretário esclareceu que o processo de modernização será feito dentro de um conteúdo programático, que abra a possibilidade de um diagnóstico de todos os seus segmentos, garantindo uma forma mais eficaz de desenvolver os trabalhos legislativos. Ainda, foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo 09/07, de autoria do vereador Pedro Reis, dando título de cidadania macaense a Dercy Gonçalves.

*filiação não formalizada.

Clique aqui e veja a fala dos vereadores inscritos no grande expediente.

Deixe uma resposta