Situação do Jardim Franco preocupa vereadores

A falta de infraestrutura do Jardim Franco foi tema de debate na sessão extraordinária desta segunda-feira (29), na Câmara Municipal de Macaé. O motivo foi o Requerimento 580/2017, de Alan Mansur (PRB), aprovado por unanimidade, solicitando à prefeitura informações sobre a previsão de asfaltamento no bairro. “Estou aqui para somar com os demais vereadores atentos à população do local. Por isso apresentei esta proposição”, afirmou.

José Queiroz do Santos Neto (PTC), o Neto Macaé, relatou que muitas pessoas compraram lotes, mas não ocuparam e não realizam a limpeza. “Os lotes estão cheios de mato e, além disso, você encontra carros abandonados nas ruas. Onde há calçamento, o que a gente encontra são restos de paralelepípedos”.

Segundo Welberth Rezende (PPS), houve um erro na fiscalização do loteamento, que só poderia ter a venda de lotes liberada depois que o proprietário construísse meio fio, rede de água, esgoto e iluminação pública. “Por meio de uma ação civil pública, a prefeitura pretende tomar parte dos lotes para, com o dinheiro, implantar a infraestrutura”, informou.

“Nesses casos, com frequência, os lotes que são destinados à prefeitura ou ficam numa pedreira ou num brejo”, relatou Paulo Antunes (PMDB). “Na verdade, o que vemos, muitas vezes, é uma cumplicidade entre o governo e os grandes loteadores”, criticou o presidente da Casa, Eduardo Cardoso (PPS). “O que aconteceu ali foi que o loteador ‘deu um cano’ no proprietário e saiu de Macaé, contou Márcio Bittencourt (PMDB). “A insatisfação dos compradores gerou uma enxurrada de ações”, acrescentou Luciano Diniz (PMDB).

 

Escola e praça

Alan ainda teve outros três requerimentos aprovados na mesma sessão, dois sobre o mesmo bairro, o 579/2017 e o 581/2017, solicitando informações à prefeitura sobre a possibilidade de construção de uma escola e de uma praça, respectivamente. Já o Requerimento 586/2017 foi também sobre asfaltamento, desta vez, para a Rua Blumenau, antiga E 14, no bairro Novo Horizonte.

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support