Transmissões on-line: mudanças geram 85% de economia



Servidores apresentaram balanço do novo serviço

Neste ano, a Câmara Municipal de Macaé adotou diversas medidas para melhorar a transmissão das sessões e audiências públicas, com objetivo de ampliar a transparência e a divulgação das atividades legislativas. Para esclarecer dúvidas e questionamentos feitos pelos vereadores, o presidente Eduardo Cardoso (PPS) cedeu parte do Grande Expediente para uma apresentação sobre o serviço, que foi feita por servidores da Casa.

 

Desde junho, a Câmara iniciou um novo contrato de streaming (serviço de transmissão de áudio e vídeo pela internet), com validade de um ano, gerando economia de 85% em relação ao anterior, caindo de R$ 28 mil para R$ 4 mil. “O valor menor foi possível porque o setor de Informática assumiu parte das atividades do serviço e é bastante considerável, levando em conta o atual momento econômico”, disse o servidor Fausto Vianna.

 

Além da melhoria na qualidade da imagem, o equipamento que envia as imagens da Câmara foi adaptado para receber até o dobro da quantidade média de usuários simultâneos, podendo chegar até 500 por transmissão. Nos cinco primeiros meses do contrato, três falhas foram identificadas em um total de 44 transmissões ao vivo.

 

Sobre a parte técnica, Fausto explicou as principais configurações que são utilizadas. “Um link, para enviar imagens, precisa ter velocidade mínima de 600kbps de upload e nós possuímos um de 10mb (10.000kbps) dedicado exclusivamente para o streaming”. Em casos de falhas, a recomendação dada foi a de atualizar o navegador de internet e os plugins de vídeo dos equipamentos.

 

Após a apresentação, os vereadores presentes puderam apresentar propostas e tirar dúvidas sobre a transmissão on-line. Disponibilizar os vídeos gravados, programar retransmissões e utilizar um canal de televisão para ampliar a visibilidade da Câmara foram algumas das sugestões defendidas.

 

 

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta