Vereadores aprovam LDO para 2017



Lei estabelece diretrizes para o orçamento anual

O projeto de lei 09/2016 foi aprovado com 16 votos favoráveis, na sessão desta terça-feira (18), na Câmara Municipal de Macaé. A proposta do Executivo, que define as diretrizes orçamentárias da administração municipal para 2017, recebeu 104 emendas parlamentares. Dentre essas emendas, 17 alteram o texto original da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), incluindo, sobretudo, investimentos em serviços para a população.   

 

Igor Sardinha (PRB) foi o vereador que mais apresentou emendas à LDO. Foram 74 no total. Entre elas, a criação de um conselho tutelar 4, no Lagomar, e a implantação de uma usina de asfalto. “A ideia é fazer mais por menos, muito menos, oferecendo mais serviços de qualidade à população com os recursos disponíveis.” Outra proposta dele que virou emenda é o ECO IPTU, que garante desconto ao cidadão que faz uso sustentável dos recursos naturais em sua residência – por exemplo, com a implantação de um sistema de reuso da água de chuva e/ou aproveitamento da energia solar.

 

Já o vereador Chico Machado (PDT) teve 12 emendas aprovadas – o segundo maior número. Dentre elas, está a implantação de uma escola municipal bilíngue, além de um canil, um gatil e um curral municipal. É dele também a proposta de criação de um programa para a doação de medicamentos, de forma que um farmacêutico ateste a qualidade do produto e os medicamentos possam ser repassados a quem precisa. Por fim, o parlamentar ainda fez emenda para o tratamento da obesidade e a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

 

O presidente Eduardo Cardoso (PPS) e o vereador Guto Garcia (PMDB) tranquilizaram os servidores municipais que acompanhavam a votação, informando que não há qualquer retirada de direitos da categoria no texto da LDO. “Também não existe qualquer proposta para a demissão de funcionários públicos”, garantiu o chefe do Legislativo.

 

Contudo, Eduardo alertou para a realidade de uma folha de pagamento que já atingiu o seu limite de gastos. “Algo tem que ser feito em relação a isso. Não é uma situação fácil de resolver. São tempos difíceis e o servidor precisa ter maturidade para enfrentar o que vem pela frente.”

 

Valorização de instituições centenárias e transparência em ações do governo

Foram também de Chico Machado emendas que beneficiam a população idosa, além da inclusão de programas de incentivo à Lyra dos Conspiradores e à Sociedade Musical Nova Aurora, instituições centenárias da cidade, além de propostas para o Museu do Legislativo.

 

Maxwell Vaz (SD) apresentou três emendas modificativas. As duas primeiras, de acordo com o parlamentar, buscam adequar a LDO à Lei de Responsabilidade Fiscal, suprimindo a dispensa de relatório de impacto financeiro nos artigos 52 e 53. A terceira prevê a obrigatoriedade de que todos os convênios firmados pelo Executivo sejam submetidos à aprovação da Câmara, conforme prevê a Lei Orgânica.

 

Igor ainda propôs uma alteração relativa ao Quadro de Detalhamento de Despesas do Orçamento e outra garantindo a demissão de servidores efetivos como última medida a ser tomada em caso de extrema dificuldade econômica na administração.

 

 

 

Jornalistas: Adriana Corrêa e Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support