Vereadores criticam secretariado municipal durante sessão



O grande expediente da sessão da Câmara municipal desta quinta feira (24) fo

O grande expediente da sessão da Câmara municipal desta quinta feira (24) foi marcado pelas críticas dos vereadores aos secretários do prefeito Riverton Mussi. Eles utilizaram do grande expediente para cobrar o retorno as informações solicitadas aos órgãos e o cumprimento dos requerimentos e projetos elaborados pela casa. Para eles O Executivo está comprometendo sua gestão com a falta de tal procedimento.
O vereador Júlio Cézar de Barros, que na última sessão comentou sobre a dificuldade de se reunir com alguns secretários, voltou a solicitar das secretarias responsáveis uma solução para o transporte inadequado de alunos da rede municipal de ensino. Julinho disse ainda que as Mactran e a secretaria comunicação estão comprometendo algumas ações da prefeitura pela demora em atender suas solicitações.
“Não quero parecer repetitivo, mas ainda não estou recebendo respostas desses setores e continuo sendo cobrado pelos moradores. O vereador é o elo entre a prefeitura e a comunidade e se não temos um retorno, no momento da campanha ficaremos sem o apoio necessário”, observou o peemedebista que solicitou a Mactran sinalização na rua projetada 1 no aeroporto e ainda não foi atendido.
Marilena Garcia (PT) acompanhou o argumento do vereador e utilizou seu tempo para avaliar a situação. “Concordo com o vereador Julinho e acrescento que o nosso papel em cobrar dos secretários é único e exclusivamente com o interesse de fortalecer o papel do Executivo. Esse é um dos papéis do vereador e se isso não pode ser visto acredito que tenha a ver com imaturidade, pois somos nós que devemos, para a população, tomar as iniciativas”, acrescentou.
A falta de atenção dos secretários aos vereadores foi também comentada pelo vereador Jorge de Jesus. O pastor disse que a cobrança tem sido feita continuadamente. “Estamos sentindo na pele a falta de boa vontade desses órgãos. E estamos apenas transmitindo um pedido da população macaense. E isso acaba atingindo também o prefeito” alertou.
Paulo Antunes, líder da bancada do governo fez coro ao pronunciamento dos vereadores e lembrou que sempre esteve defendendo os companheiros de Casa e que estará levando todas as reivindicações ao prefeito. Segundo ele, o problema tem ocorrido com todos os vereadores. “Eu, por exemplo, só fiz a indicação para a Mactram instalar placas informativas nas ruas da cidade por que meu pedido não foi realizado pela secretaria competente”, disse Antunes.
Presidindo a mesa durante toda a sessão o vereador Maxwell Vaz (PT) encerrou os trabalhos lembrando que os poderes Executivos e Legislativos são partes integradas e a interação é necessária. “Se possuímos um mandato é para exercê-lo, e por isso necessitamos de um apoio. O Legislativo precisa se impor e buscar da melhor forma para que os secretários cumpram seu compromisso com a comunidade".

Deixe uma resposta