Vereadores denunciam falta de material de higiene em escola

Na sessão desta quarta-feira (7), a Câmara Municipal de Macaé aprovou, por unanimidade, o Requerimento 636/2017, que pede um posicionamento da prefeitura sobre o andamento dos processos de licitação para materiais de higiene e de limpeza destinados às unidades escolares. De acordo com Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, há relatos de falta de produtos básicos, como papel higiênico e sabonete.

“Recebi o convite de uma servidora para visitar a escola de tempo integral que fica ao lado do Restaurante Popular, na Aroeira, e a situação é grave. Os próprios funcionários fazem uma vaquinha para comprar materiais”, disse Val, que assina o pedido.

Durante os debates sobre a denúncia, foi decidido que a Comissão Permanente de Educação e Cultura organizará um calendário de fiscalização para todas as unidades escolares da prefeitura. Além de Val, Marcel Silvano (PT), Márcio Bittencourt (PMDB) e Marvel Maillet (Rede) fazem parte da comissão.

“É um caso de saúde grave e que precisa de medidas urgentes. Novamente, nos deparamos com o descaso do prefeito. É lamentável”, finalizou Maxwell Vaz (SD).

 

Jornalista: Júnior Barbosa

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support