Vereadores desmentem crise na coligação PT-PMDB em Macaé

Na última semana os vereadores defenderam em plenário que a coligaç&a

Na última semana os vereadores defenderam em plenário que a coligação do PT com o PMDB continua firme no município. Após informações veiculadas pela imprensa local, parlamentares do PT e do PMDB, na Câmara, afirmaram que a crise vivida entre os dois partidos no Rio de Janeiro não procede em Macaé.

O líder do governo na Câmara, Paulo Antunes (PMDB), declarou que a gestão do prefeito, Riverton Mussi (PMDB), conta com total apoio do PT/Macaé. A vereadora, Marilena Garcia (PT), disse que o Partido dos Trabalhadores de Macaé apóia Riverton, que se filiou ao PMDB no dia 4 de setembro: “Estamos no início de uma parceria. É uma coligação que está se processando.”, declarou . E ratificou:. “Mas estamos, sim, nessa coligação PT-PMDB”.

De acordo com Marilena, o prefeito demonstra abertura para o diálogo e, além disto, teria conseguido quebrar a inimizade que acontecia há alguns anos entre o município e o governo. “É a primeira vez , depois de anos, que o município recebe a devida atenção do governo do estado e estabelece, cada vez mais, parcerias com o governo federal”, afirma. E também lembrou que o prefeito demonstrou flexibilidade para a escuta ao visitar a Câmara de Vereadores, onde foi questionado e respondeu à população e aos parlamentares.

Marilena diz que a coligação do PT com o PMDB é uma orientação que está sendo seguida: “Observamos se o programa está sendo cumprido e digo que não existe nada em Macaé que ameace esta coligação”, concluiu.

Da mesma forma, os vereadores Maxwell Vaz (PT) e Paulo Antunes (PMDB) fizeram uso da palavra, na sessão da última quarta, para desmentir a especulação em torno do “fim da
lua-de-mel do PT com o PMDB”.  A matéria publicada por um jornal local no dia 12 dizia que, segundo a grande imprensa carioca,  “o Conselho Político do partido decidiu que a legenda deve entregar seus cargos nas prefeituras de Caxias, Itaperuna e Macaé – todas administradas pelo PMDB”.

O primeiro-secretário da Câmara, Maxwell Vaz (PT), não teme, no momento, que haja rupturas das alianças locais entre o PT e o PMDB . Apesar de em Macaé haver uma ala do PT que questiona a coligação. O vereador Maxwell Vaz, por sua vez, esclareceu que o partido é orgânico e toma decisões calculadas, através de votação entre os membros. “O PT está junto com o governo Riverton. A decisão foi tomada em conjunto e, certamente, os boatos de ruptura  são infundados”, afirmou.

Deixe uma resposta