Vereadores voltam a cobrar mais policiamento para a Região Serrana



 

Proposições foram aprovadas por unanimidade

 
Acompanhando colegas que têm cobrado mais policiamento para bairros da cidade, a vereadora Renata Paes (PSC) fez o mesmo para a Região Serrana, nesta quarta-feira (20), na Câmara Municipal de Macaé. Dois requerimentos dela foram aprovados nesse sentido e serão encaminhados ao governo do Estado e ao 32º Batalhão da Polícia Militar, respectivamente, tendo em vista o grande aumento de assaltos nas estradas e residências.
 

“Não sabemos o que de mais grave precisa acontecer nos nossos distritos para que seja tomada uma atitude. E não é a primeira vez que chamamos a atenção para esse problema. Da Bicuda até o Sana, não temos policiamento. A região cresceu e essa situação só tem piorado com o aumento do número de assaltos”, protestou.

 

“Tivemos há pouco tempo, aqui na Câmara, a posse do Conselho Comunitário de Segurança Pública, e cobramos do Secretário de Segurança e outras autoridades da área. Eles nos disseram que encaminhariam as demandas. Mas nada aconteceu”, disse Maxwell Vaz (SD).

 

Igor Sardinha (PRB) lembrou do requerimento que fez na sessão anterior, para a Vila Badejo, e do comentário do presidente Eduardo Cardoso (PPS), na ocasião, de que dificilmente a proposição seria atendida pelo Estado. “No entanto, não devemos desistir e, sim, continuar oficiando, reclamando, denunciando”, insistiu Igor.

 

Amaro Luiz (PRB) defendeu que a classe política de Macaé precisa se unir para reivindicar mais segurança para a cidade. Os três vereadores de oposição fizeram críticas ao governo, como a de que o prefeito não teria, segundo eles, lutado para manter as unidades do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) na Serra.

 

Já Jorge Luiz de Ameida (PROS), o Teco Comunidade, reforçou apoio aos pedidos, mas sustentou que o apenas o aumento do efetivo policial não resolve a questão. “É o mesmo que enxugar gelo se as comunidades não têm um centro esportivo e atividades voltadas para as crianças, evitando que elas caiam na criminalidade”, exemplificou.

 

Manilhas e bombas para o Barreto

 

Teco apresentou, ainda, uma indicação, aprovada unanimemente, requerendo instalação de bombas e troca de manilhas no Barreto, para escoamento da água. “Principalmente, nas ruas B e C, quando chove forte, acontecem inundações que invadem as casas e as pessoas perdem seus bens. Temos que ter como escoar a água. As obras no Barramares ficaram bonitas, mais isso não adianta para a população”. A denominação “Barramares” para parte do Barreto também foi criticada pelo vereador: “Estão querendo dividir, mas nosso bairro é um só”, concluiu.

 

 

 

Jornalista: Marcello Riella Benites

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support