Votação é suspensa por falta de quórum



Sessão aconteceu nesta quarta (19)

Durante discussão de um requerimento do vereador Maxwell Vaz (SDD), a Ordem do Dia – momento dedicado à discussão e votação das proposições – foi suspensa por falta de quórum na sessão desta quarta-feira (19), na Câmara Municipal de Macaé.

 

O Requerimento nº 027/2017 é uma convocação ao prefeito de Macaé, Aluízio Santos Jr. (PMDB), para prestar esclarecimentos ao Legislativo sobre os motivos que levaram ao abandono do Ginásio Engenheiro Maurício Soares Bittencourt.

 

Segundo Maxwell, desde 2013, já foram destinados mais de R$ 5 milhões para a manutenção do ginásio na Lei Orçamentária Anual (LOA), “mas não foram executados porque o prefeito remanejou esses recursos para outros fins”.

 

O autor do requerimento explicou que o objetivo é saber por que ainda não foi feita a manutenção do imóvel e, diante dos últimos acontecimentos, se ela será iniciada imediatamente.

 

“Devido à omissão do governo, tivemos um óbito por choque elétrico e parte da estrutura do ginásio desabou, colocando em risco a vida de moradores, pedestres e motoristas que circulam no local”, justificou Maxwell.

 

Paulo Antunes (PMDB) se manifestou contrário à convocação do prefeito no requerimento que, na sua opinião, deveria ser feita ao secretário de Obras.

 

Já Marcel Silvano (PT) cobrou responsabilidade política dos vereadores que “esvaziaram o plenário para impedir a votação de uma pauta de alta gravidade”.

 

Para a deliberação em plenário, é necessária a presença de, no mínimo, nove parlamentares. Havia apenas oito vereadores quando o requerimento foi colocado em votação. Por esse motivo, o requerimento voltará à pauta de discussão nas próximas sessões.

 

 

 

Jornalista: Adriana Corrêa

Deixe uma resposta