Aprovados projetos em defesa da mulher e pessoas com deficiência

Foto:Ivana Gravina

Os autores das propostas foram os vereadores Luiz Matos (foto) e Cesinha

Na sessão desta quarta-feira (13), a Câmara Municipal de Macaé aprovou dois projetos de lei (PLs) e um requerimento que buscam assegurar direitos às mulheres e pessoas com deficiência (PcD). O PL 98/2021 é de Luiz Matos (Republicanos) e prevê a obrigatoriedade de medidas de auxílio à mulher que se sinta em situação de risco nas dependências de estabelecimentos comerciais da cidade. O PL 103/2021 é do mesmo autor e propõe a criação de um Centro do Atleta Deficiente para dar acesso a diversas modalidades, além de permitir o treinamento daqueles que já praticam algum esporte.

O presidente Cesinha (Pros) teve o requerimento 492/2021 aprovado, no qual solicita informações sobre o Programa de Saúde Mental do município. Ele quer saber quantos funcionários (função e quantidade) fazem o atendimento ao público; qual o tratamento oferecido aos autistas jovens; quantos autistas com laudo são tratados pelo programa e qual a faixa etária; se existe neurologista para atendê-los; e qual a previsão de espera para aqueles que precisam do serviço de fonoaudiologia e psicologia – pacientes e familiares.

Proteção à mulher

Luiz Matos relatou que a sua motivação para elaborar o PL 98/2021 foram os golpes cometidos contra as mulheres – sobretudo em bares, restaurantes e casas de show – segundo ele, cada vez mais comuns em todo o país. “Os golpistas marcam encontros por meio das redes sociais como se estivessem interessados em começar um relacionamento com aquelas mulheres. Mas na verdade é um golpe e eles querem apenas obter algum tipo de vantagem. Precisamos proteger as mulheres desse tipo de violência”, advertiu.

Iza Vicente (Rede), Cesinha e Luiz Fernando (Cidadania) discursaram em favor da iniciativa.

Fomento ao esporte

Com o objetivo de proporcionar aos deficientes de Macaé a prática de alguma atividade esportiva, o PL 103/2021 pretende ainda incentivar a formação de atletas paralímpicos. “Pouca publicidade é dada às Paralimpíadas, nas quais tivemos mais medalhistas do que nas Olimpíadas. Queremos que nossos para-atletas macaenses tenham condições de se prepararem para as competições. Tenho certeza que serão motivo de orgulho para todos nós”, defendeu.

 

Jornalista: Adriana Corrêa

Deixe uma resposta

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support