Maioria rejeita convite para Executivo explicar problemas na iluminação

Foto:Ivana Gravina

Governistas votaram contra requerimento de Maxwell Vaz (SD).

 Foi rejeitado, por nove contra seis votos, o requerimento que solicitava o comparecimento do responsável pela Coordenadoria de Iluminação Pública para explicar as falhas no serviço em diversos pontos da cidade. A proposição foi apresentada por Maxwell Vaz (SD), nesta terça-feira (19) na Câmara Municipal de Macaé.

Maxwell havia proposto o trâmite com urgência, na retomada das sessões ordinárias em fevereiro, pela relação do problema com a segurança pública devido à maior incidência de crimes durante a noite. “Mas não conseguimos porque três vereadores retiraram a assinatura da proposição”. Marcel Silvano (PT) acrescentou que a ideia era encontrar uma solução antes do carnaval. “Sem o regime de urgência, várias áreas estão às escuras até hoje”.

O líder do governo, Júlio César de Barros (MDB), o Julinho do Aeroporto, anunciou voto contrário. “O servidor que está coordenando os trabalhos não pode responder pelas ocorrências”. Maxwell afirmou que o serviço tem um responsável que pode dar esclarecimentos na Câmara, lendo portaria que nomeava o secretário de Infraestrutura, Célio Chapeta para acumular funções e responder pela secretaria de Serviços Públicos – pasta responsável pelo serviço -, após o antigo secretário ter sido exonerado.

Marvel Maillet (Rede) mencionou a vinda recente de dirigentes da Cedae para falar sobre desabastecimento de água e comparou: “Porque a Cedae veio e um representante do Executivo não pode vir?”.

Sem condições de cobrar da PM

Luiz Fernando (PTC) acrescentou que é um caso de direito do consumidor. “O cidadão paga pela luz e tem que ter o serviço. Se não tem, o responsável tem que explicar. Se não pode explicar, tem que renunciar”.  Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, rebateu que um interino não pode dar respostas. Maxwell respondeu que a portaria não se referia a um cargo temporário.

Após a votação, o autor do requerimento referiu-se ao comandante o 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o tenente-coronel André Henrique de Oliveira Silva, que comparecerá à Câmara para apresentar as ações da PM, na sessão desta quarta-feira (20). “Com que moral esta Casa vai solicitar operações à polícia se não garante que um servidor dê esclarecimentos sobre tantos pontos sem iluminação em Macaé?”  Jornalista: Marcello Riella Benites

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support