Indicação 153/2014

Solicita que seja incentivada a atividade da prática dos jogos de malha em Macaé propondo parcerias para incremento de competições e implantações de novos campos para a prática do esporte.

O Vereador que a presente subscreve, depois de cumpridas as normas regimentais, Indica ao Exmo. Sr. Prefeito Municipal, a importância histórica, cultural e esportivo, da revitalização da prática dos jogos de malha em Macaé. Temos, com sedes e quadras/campos pra a prática, dois clubes: o Barra Malha Clube (Barra de Macaé) e o Mangueira Malha Clube (Miramar).

Nosso Município já teve tradição em tal esporte. Várias pessoas, de todas as idades, ainda praticam-no.

Sugerimos que, através da FESPORTUR, seja incentivada a atividade, propondo parcerias para incremento de competições e implantações de novos campos para a prática do esporte, servindo-se do conhecimento dos “malheiros veteranos” como professores. Seriam ações que levariam ao resgate importantíssimo desta que já foi vocação macaense, além de oferta de atividade física e lazer.

É um esporte bastante praticado em nosso Estado e nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e no DF.

Trata-se de um jogo de origem antiga, pois remonta à época em que começaram a ferrar os cavalos do exército romano. Para ocupar as horas de lazer nos acampamentos, os soldados tiveram a idéia de aproveitar as ferraduras imprestáveis, atirando-as contra estacas. Não tardou a divulgar-se o gosto pelo divertimento, tanto mais que ele constituía com exercício físico. Com o tempo, difundiu-se por toda a Europa, introduzido pelos colonizadores ingleses, Embora em muitos países ainda se conserva a forma primitiva, isto é, ferraduras atiradas de certa distância contra estacas, com o objetivo de cercá-las ou chegar o mais perto possível delas, o jogo de malha mudou, ao organizar-se como atividade esportiva.

Em Portugal, esse esporte e o arremesso de ferraduras, sempre foi muito popular com os nomes de chinquilho ou jogo do fito. Foi um jogo muito popular na região da Beira Alta, os homens depois do seu dia de trabalho, reuniam-se e praticavam este esporte.

O jogo de malhas, tanto como o de ferraduras, foi levado para o Brasil, por imigrantes portugueses. Documentos apontam que já no período colonial jogava-se malha em todo o país.

Há documentos que provam ser a malha um esporte praticado em São Paulo, na Rua 25 de março, desde 1890. Os trabalhadores, terminadas as jornadas, participavam o jogo de malha como divertimento. Usavam peças rudimentares como pedras, ferraduras, pedaços de chapas de ferro, variando de formato e tamanho. Os pinos não tinham o padrão certo, tudo servia. Era considerado um esporte ou divertimento de pessoas humildes.

Em Macaé, nossas pesquisas ficaram restritas às conversas informais, tendo em vista não desejarmos criar expectativas. Nossa assessoria visitou as duas quadras, ouviu sobre suas origens e sobre pessoas que praticavam e ainda praticam o esporte. Em diversos praticantes, ficou clara a vontade de ver a atividade valorizada.

Sala das Sessões, 22 de Janeiro de 2014.

 

FRANCISCO ALVES MACHADO NETO

Vereador – Autor 

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support