Rejeitada proposta de anular votação por suspeita em assinatura

Foto:Tiago Ferreira

Discursos da oposição e da bancada governista marcaram a sessão desta terça-feira (16).

Uma proposta apresentada pelo vereador Maxwell Vaz (SD)foi rejeitada na sessão desta terça-feira (16), na Câmara Municipal de Macaé. Ele pediu a anulação de uma votação do dia 3 de abril de 2019. Na ocasião, os vereadores mantiveram o veto do Executivo à emenda orçamentária do parlamentar que previa o bloqueio dos recursos do gabinete do prefeito Aluísio dos Santos Júnior (sem partido). Isso aconteceria se, ao final do terceiro trimestre, as emendas impositivas – de execução obrigatória, propostas pelos vereadores – ainda não tivessem sido atendidas.

A alegação foi de que a assinatura do prefeito no documento encaminhado à Câmara com o veto à emenda estaria diferente de outros documentos oficiais. Para o parlamentar, tal fato levaria a uma insegurança no processo administrativo. “Venho falando sobre isso há algum tempo. O prefeito deveria criar um cartão de assinatura capaz de atestar a autenticidade dos documentos enviados a esta Casa”, esclareceu.

O presidente, Eduardo Cardoso (PPS), informou não acreditar na suspeita de fraude na assinatura do prefeito. “Com a repercussão da votação, o prefeito teria se manifestado se a assinatura não fosse dele. Então, não acredito nessa possibilidade nem vejo motivo para anular a votação”. O requerimento de Maxwell foi rejeitado por 9 votos a 5.

Educação

Marvel Maillet (Rede) apresentou um requerimento de convocação para que o vereador licenciado e atual secretário de Educação, Guto Garcia (MDB), comparecesse à Câmara. A iniciativa tinha o objetivo de obter explicações sobre a ausência da prática de capoeira, aprovada por lei municipal, para estudantes da rede pública. A bancada governista, no entanto, defendeu que acontecesse um convite e, por isso, derrubou o pedido.

Ao todo, sete parlamentares votaram contra o requerimento e quatro se posicionaram a favor. Na sequência, Cesinha (Pros) fez o pedido de convite no microfone, mas a votação não ocorreu por falta de quórum. De acordo com o vereador, Guto Garcia estaria disponível para comparecer no Legislativo no dia 8 de maio. Jornalista: Adriana Corrêa

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support