Transporte, saúde e turismo: vereadores discutem problemas da Serra

Foto:Ivana Gravina

Val pede melhoria nas linhas de ônibus que ligam a cidade aos distritos.

Os problemas com os serviços públicos prestados aos distritos da Região Serrana voltaram a ser tema de discussões no plenário da Câmara Municipal de Macaé. Durante sessão desta quarta-feira (21), foram aprovados três requerimentos do vereador Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, com cobranças para melhoria das linhas de ônibus, ampliação do programa de equoterapia e fomento nas feiras artesanais.

Sobre o primeiro requerimento, Val pediu atenção especial nos horários de pico do trânsito. “Diversos presidentes das associações de moradores nos cobraram porque há períodos do dia em que o trajeto da cidade para os distritos chega a durar até duas horas e meia. A população precisa de um transporte melhor”, disse.

De acordo com Marcel Silvano (PT), há omissão por parte do governo municipal. “O que vemos é uma relação promíscua entre o prefeito e a empresa responsável pelo transporte. Esse é um problema muito sério porque envolve uma concessão pública. É direito dos cidadãos”, lembrou.

Além das linhas comuns, Maxwell Vaz (SD) solicitou a palavra para denunciar problemas com o transporte escolar. “Ontem (20), as crianças do Sana ficaram sem aula”. Para George Jardim (PMDB), as estradas também comprometem a qualidade do serviço. “É humanamente impossível trafegar pela Serra. A linha que saía do Frade ao Sana está paralisada por falta de condições, por exemplo. Enquanto isso, o prefeito e os secretários seguem na inércia”, criticou.

Luiz Fernando (Avante) fez coro à fala de George e também citou atrasos em projetos de transporte público na cidade, como a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Equoterapia: inclusão social e desenvolvimento físico

Na sequência, foi discutido o serviço de equoterapia, que é o tratamento direcionado a pacientes com paralisia cerebral, síndrome de Down, autismo ou que tenham recomendação médica para atividades psicomotoras feitas com o auxílio de cavalos. Segundo Val, há carência de ampliação de vagas para a Serra. “Há 10 pacientes atendidos pelo projeto, mas a necessidade é bem maior”, frisou.

Após questionamentos da oposição sobre os boatos de fim da equoterapia em Macaé, o líder do governo Júlio César de Barros (PMDB), o Julinho do Aeroporto, desmentiu. “Desde a segunda-feira (19), as atividades do programa foram retomadas. Houve uma pausa para que a nova direção pudesse reorganizar as atividades. Ao todo, são prestados 650 atendimentos a 183 pacientes”, informou.

Turismo fomentado pela agroindústria

Como forma de valorizar os pequenos produtores da Região, Val defende que a prefeitura fomente as feiras artesanais que acontecem semanalmente. A ideia é dar mais estrutura para atrair público, movimentar a economia e o turismo local. O requerimento, assim como os demais, foi aprovado por unanimidade.

Jornalista: Júnior Barbosa
Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support